segunda-feira, 29 de março de 2010

Depois de grandes investimentos, comunidade do Cantagalo vai ganhar elevador panorâmico



26/03/2010 - 14h25

Na comunidade do Cantagalo, em Ipanema, é Natal o ano inteiro. Depois de ganhar uma estação de metrô novinha a poucos metros de seus acessos; novas residências feitas a partir de recursos do PAC; e uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), o Governo do Estado vai entregar à população local um elevador panorâmico, que ligará diretamente a estação General Osório à comunidade, levando dignidade à mobilidade dos mais de 28 mil moradores da região. Com orçamento de R$48 milhões, o empreendimento será composto por duas torres, uma de 64 metros e outra de 28 metros, o que corresponde a edifícios de 21 e 9 andares, respectivamente. Nesta quinta-feira (25.03), o secretário estadual de Transportes, Julio Lopes, visitou as obras, que seguem em ritmo acelerado e devem ser concluías até o final do mês de junho.
As duas torres – localizadas no acesso da Rua Teixeira de Melo – por onde passarão os elevadores já foram erguidas. Serão ao todo, quatro elevadores, que, juntos, poderão transportar até 100 pessoas ao mesmo tempo. No topo do equipamento será construído um mirante, com vista livre para o Morro Dois Irmãos e para mar de Ipanema e do Leblon. Além disso, está sendo construído um edifício de três pavimentos na base dos elevadores, onde serão oferecidos serviços públicos, como pontos de atendimento dos Correios e do Detran, onde será possível dar entrada em pedidos de carteiras de identidade e de motorista.
- Além de totalmente inovador, este projeto agrega ganhos de enorme proporção a toda aquela região. A população do Cantagalo merece este equipamento e toda a reestruturação física e social pela qual está passando. Estamos certos de que estas intervenções serão fundamentais para a elevação do nível de qualidade de vida na região, tanto para a comunidade, como para os moradores de Ipanema e Copacabana – explica o secretário Julio Lopes.
Antes das intervenções da Secretaria Estadual de Transportes, a esquina das ruas Teixeira de Melo e Barão da Torre se encontravam uma situação de franca decadência. Além de um lixão a céu aberto, havia na área um depósito improvisado, onde pequenos comerciantes, como pipoqueiros e donos de barracas de praia, guardavam seus objetos de trabalho de forma irregular. A região também era conhecida pela falta de segurança. Além das modificações em prol da mobilidade urbana, a Secretaria está construindo um depósito adequado e seguro para os trabalhadores guardarem suas mercadorias. Os imóveis naquele trecho do bairro estão apresentando valorização de até 40%.

http://www.sectran.rj.gov.br/detalhe_noticia.asp?ident=861

Nenhum comentário: