sábado, 27 de outubro de 2012

Aportes em comunidades somam mais de R$ 700 mi

24/10/2012 - Jornal do Commercio

Revitalização executada pela Emop em Manguinhos e no Jacarezinho inclui obras de infraestrutura e novas moradias. Cedae também anuncia investimentos na região

Por intermédio da Secretaria Estadual de Obras (Seobras), o governo fluminense está destinando mais de R$ 700 milhões para a região onde ficam as comunidades de Manguinhos e do Jacarezinho, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Entre as intervenções previstas e em andamento estão obras de infraestrutura e de saneamento, além de novas moradias e a construção da Cidade da Polícia.
Executado pela Empresa de Obras Públicas do Estado (Emop), o programa de revitalização envolve uma extensa área do Complexo de Manguinhos, entre as avenidas Dom Hélder Câmara e Leopoldo Bulhões. Atualmente, três obras de infraestrutura do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 1) estão em andamento, sendo duas no entorno da Avenida Leopoldo Bulhões e a terceira no terreno da antiga fábrica da Cooperativa Central dos Produtores de Leite (CCPL), em Benfica.
As obras ao longo da Avenida Leopoldo Bulhões, na Rua Uranos e na área da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), estão sendo intensificadas para construção de ruas, ciclovias e quadras poliesportivas, entre outras coisas. Já na área da antiga Conab, as moradias vão dar lugar a um grande centro esportivo, orçado em R$ 34 milhões. No local, a Emop já demoliu 34 residências. Outras 650 famílias, que já estão recebendo aluguel social, devem sair nos próximos dias.
A Emop também iniciou a construção de 728 unidades habitacionais na área onde funcionava a antiga4trbrica da CCPL. No terreno serão construídos 32 blocos de apartamentos e áreas de lazer, com praça arborizada, espaço para recreação infantil e quadra poliesportiva. "Estamos reocupando locais abandonados há décadas, onde havia violência. Já fizemos grandes investimentos, em parceria com o governo federal, que somam mais de R$ 550 milhões e vamos fazer mais", afirmou o vice-governador e coordenador de Infraestrutura do estado, Luiz Fernando Pezão, destacando ainda a construção da Cidade da Polícia.
Saneamento
A Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae) também confirmou que construirá uma rede coletora para levar o esgoto produzido em Manguinhos e no Jacarezinho à Estação de Tratamento de Esgoto Alegria (ETE), no Caju. Com orçamento de cerca de R$ 250 milhões, a obra financiada pela Caixa Econômica Federal faz parte do compromisso firmado entre governo fluminense e o Comitê Olímpico Internacional (COI) para a despoluição da Baía de Guanabara.
O projeto ainda está em fase de licitação. Com o coletor, 2,3 mil litros de esgoto deixarão de ser lançados diariamente na baía. "Todo o esgoto de Manguinhos e do Jacarezinho é lançado hoje in natura no Rio Faria-Timbó, que deságua na Baía de Guanabara", afirmou o presidente da Cedae, Wagner Victer.
Os dutos colocados embaixo da terra funcionarão como artérias de escoamento do esgoto produzido pelos moradores das comunidades. Desde a pacificação, as comunidades vem recebendo melhorias da Cedae. No total, já foram realizados reparos em cerca de 80 vazamentos nos complexos.


Enviado via iPhone

Nenhum comentário: