sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Começam as obras de duplicação da Avenida do Contorno

26/10/2012 - O Globo

Com prazo de execução de dois anos, as intervenções vão custar R$ 26,7 milhões

A Avenida do Contorno, em Niterói, em um dos acessos à Ponte Rio-Niterói Márcia Foletto / O Globo

RIO - Com atraso de 38 anos, começam nesta sexta-feira as obras de duplicação da Avenida do Contorno, trecho inicial da da BR-101/Norte, em Niterói. Com dois quilômetros de extensão, a rodovia é um dos principais gargalos da entrada e saída do Rio, responsável por engarrafamentos diários que se agravam nos fins de semana do verão, pois é o principal acesso à Região dos Lagos. Com prazo de execução de dois anos, as obras vão custar R$ 26,7 milhões. Não haverá interdições de pistas durante o fluxo de verão.

O ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE), Moreira Franco, disse que foi aproveitado o projeto original da duplicação, atingindo áreas de estacionamento dos estaleiros, na pista sentido Rio, porque não houve acordo com a prefeitura de Niterói para duplicar a rodovia no sentido contrário, que atingiria uma área do Cemitério do Maruí. O impasse atrasou o início das obras, que são prometidas de 1974, quando foi inaugurada a Ponte Rio-Niterói.

Esta obra é de fundamental importância para todo o estado para acabar com o caos diário dos engarrafamentos e com o inferno no trânsito nos fins de semana do verão disse o ministro, que é ex-prefeito de Niterói.

Defensor Público da União, André Ordacgy fez uma vistoria na Avenida do Contorno no início do ano e cobrou rapidez no processo da duplicação da Avenida do Contorno, por onde passam cerca de 90 mil veículos por dia. Ele disse que vai acompanhar o cronograma de obras para que os prazos sejam cumpridos e para que sejam tomados cuidados com a segurança dos usuários da rodovia principalmente durante as obras, que serão feitas pela concessionária Autopista Fluminense.

O início da duplicação é uma vitória da população e da imprensa, que cobraram das autoridades o cumprimento do princípio constitucional da eficiência, que deve nortear a administração pública. O aumento de capacidade da rodovia vai melhorar a qualidade de vida de milhares de pessoas que sofrem com os engarrafamentos comemorou o defensor.

O alargamento vai atingir 3,5 metros da faixa de domínio da rodovia, que foi ocupada em alguns trechos por construções irregulares. Com duas pistas em cada sentido, a Avenida do Contorno foi aberta na década de 60, pelo governo do antigo Estado do Rio, para ligar Niterói a São Gonçalo. O estrangulamento aconteceu quando a via passou a receber o fluxo da Ponte Rio-Niterói.


Enviado via iPhone

Nenhum comentário: