sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Construção de via subterrânea do Porto começa no sábado

18/10/2012 - O Globo

Ação da prefeitura inclui ampliação do Mergulhão da Praça Quinze

RIO O Mergulhão da Praça Quinze passará por obras de ampliação, subindo de quatro para seis faixas de rolamento, e perderá os pontos de ônibus. Também deixara de ter as escadas e rampas de pedestres. As mudanças fazem parte de um pacote de reestruturação viária que a prefeitura pretende implantar a partir do segundo semestre do ano que vem. O túnel ganhará ainda uma extensão de 400 metros, na direção da Praça Barão de Ladário, no Centro, para permitir sua interligação com a galeria subterrânea da chamada Via Expressa, que começa a ser construída no sábado na Zona Portuária, dentro do projeto Porto Maravilha. Com 2.010 metros de extensão, a galeria subterrânea do porto aproveitará parte do traçado da Avenida Rodrigues Alves e será perfurada a partir de um canteiro de obras na Rua Sacadura Cabral.

A abertura do túnel da Via Expressa exigirá detonações diárias de rocha dentro do canteiro, sempre às 6h. Por segurança, as ruas Sacadura Cabral, Edgard Gordilho e Coelho e Castro, a Avenida Venezuela e o Largo de São Francisco da Prainha serão interditados por dez minutos para o procedimento. A concessionária Porto Novo, responsável pelas obras, destacará 33 operadores e controladores de tráfego para orientar motoristas e pedestres. A operação especial terá apoio de oito veículos de serviço, entre carros, motos e reboques.

O horário foi escolhido em função do menor impacto para o trânsito da área e também porque na vizinhança do canteiro há uma escola municipal. O funcionamento da escola não pode ser afetado explica José Renato Ponte, presidente da concessionária.

Já as obras no Mergulhão da Praça Quinze deverão ser licitadas até o final do ano. E a previsão é que fiquem prontas até dezembro de 2015. Além de ampliar a passagem, a empresa que ganhar a concorrência terá ainda que demolir o trecho do Elevado da Perimetral entre o Primeiro Distrito Naval e Aeroporto Santos Dumont. O orçamento da obra não está fechado. Mas essa intervenção viária será feita à parte dos gastos do Porto Maravilha, uma vez que estão fora da área de concessão da parceria público-privada (PPP) do projeto de revitalização da Zona Portuária, o Porto Maravilha.

Depois de prontos, o túnel da Via Expressa e o novo mergulhão comporão uma única galeria de 3.450 metros de extensão, como noticiou Ancelmo Gois em sua coluna no GLOBO. Ela será maior que o túnel da Covanca, na Linha Amarela, o mais extenso do Rio, com 2.187 metros o Rebouças tem 2,8 mil metros, mas é dividido em duas galerias.


Enviado via iPhone

Nenhum comentário: