segunda-feira, 22 de outubro de 2012

O Parque que trouxe diversão para novos negócios

21/10/2012 - O Globo, Fábio Vasconcellos e Selma Schmidt

Área de lazer em Madureira muda perfil da região e valoriza os imóveis: metro quadrado já subiu 12%
Enquanto do lado de dentro moradores e visitantes curtem como ninguém os atrativos do Parque Madureira, inaugurado em junho, do lado de fora o comércio e o mercado imobiliário não têm do que reclamar. A nova área de lazer da Zona Norte vem provocando mudanças na região. Números do Sindicato da Habitação do Rio (Secovi Rio) mostram que, de janeiro a outubro deste ano, o valor do metro quadrado de venda de imóveis usados subiu 30,6% em Madureira, passando de R$ 2.080 para R$ 2.717. Apenas entre junho e este mês, o valor do metro quadrado subiu 12%.
A valorização de 30,6% do metro quadrado dos imóveis usados de Madureira, nos primeiros dez meses deste ano, é superior a de bairros como Tijuca (13,2%), Vila Isabel (25,4%), Méier (16,5%) e Centro (8,1%). O mesmo se repete em relação a bairros da Zona Sul, como Botafogo (13,1%), Leblon (15,3%), Ipanema (12,6) e Flamengo (6,1%).
Os números da Secretaria municipal de Urbanismo também são animadores. As licenças para construção e modificações de prédios em Madureira, Rocha Miranda, Honório Gurgel e Turiaçu passaram de 34, em 2011, para 45 este ano (mais 32%), que ainda nem acabou. Do total, 13 foram para obras em Madureira. Os investimentos em Madureira e em outros bairros da Zona Norte incentivaram também os empresários, que passaram a aplicar recursos na construção de novos empreendimentos. Segundo a Associação dos Dirigentes de Empresas Imobiliárias (Ademi), dois grandes empreendimentos residenciais foram lançados este ano na região: o Dez Rocha Miranda, com 444 apartamentos; e o Bella Vita Residencial (Madureira), com 190 unidades, de dois e três quartos.
Vendedores comemoram aquecimento de mercado
A operadora de telemarketing, Fabiana Nascimento visitava na última quinta-feira o estande do condomínio Dez Rocha Miranda. Os atrativos do residencial apresentado pelos vendedores? Estar perto do metrô e, claro, do Parque Madureira.
- Estou pesquisando. Pelo que vi, gostei muito. Estar perto do parque é muito bom porque é uma área de lazer que poderei ir a pé - diz Fabiana.
Ao lado do parque, novas obras estão previstas. Após a inauguração do Madureira Centro Empresarial, deverá ser erguido um novo prédio comercial. Já está em funcionamento o mercado popular, com capacidade de 88 lojas, que abriu há quatro meses.
- Nós investimos R$ 300 mil na construção. O ponto é ótimo. Trabalhamos neste momento na divulgação e esperamos, em breve, que o movimento seja muito forte - diz o lojista Actovik Silva Souza.
Revitalização da área
Vice-presidente do Secovi Rio, Leonardo Schneider está mais do que convencido de que o Parque de Madureira vai alavancar ainda mais o mercado imobiliário da região, já aquecido por conta de outras obras públicas e da pacificação de favelas da Zona Norte.
- O que posso adiantar é que, com o novo parque, o potencial para o mercado imobiliário da área é a ainda mais positivo. Mas é preciso esperar cerca de seis meses, após a inauguração do espaço, para que o crescimento dos valores de venda de imóveis usados e de aluguel se consolidem - afirma Schneider.
Vice-presidente da Ademi, Paulo Fabbiani destaca os incentivos que a Zona Norte vem recebendo, através da realização de obras públicas, de acordo com o que determina o Plano Diretor da cidade:
- Toda vez que há uma releitura do espaço público, com a abertura de vias e parques, por exemplo, há valorização imobiliária. Em termos de dinâmica, a expectativa da implantação do Parque de Madureira é a mesma daquela quando se dota de infraestrutura e se revitaliza um lugar.
Fabbiani lembra que, no passado, quase não havia lançamentos imobiliários na região. Ele acredita que o valor do metro quadrado dos imóveis novos em Madureira e bairros próximos aumente este ano mais do que a média da Rio, estimada em 15%.
Inaugurado em 23 de junho, o Parque Madureira é a terceira maior área de lazer do Rio. O parque tem 103 mil metros quadrados, e a área de lazer beneficia, além de Madureira, Turiaçu, Rocha Miranda e Honório Gurgel.


Enviado via iPhone

Nenhum comentário: