sábado, 28 de setembro de 2013

Obras avançam na Barra

26/09/2013 - Site Governo do Estado

A etapa principal das obras de esgotamento sanitário do Eixo Olímpico, na Barra da Tijuca, começaram a ser executadas nesta quarta-feira (25/09). Os trabalhos, realizados pela Cedae e Secretaria do Ambiente, entraram na fase "jet grouding", onde a máquina abre um túnel e faz a concretagem simultaneamente.

Orçadas em R$ 70 milhões, as obras já têm 40% do andamento concluído. As novas tubulações ligarão a rede de esgotos da região à nova Elevatória Olimpíada, localizada na Rua Imperatriz Leopoldina. Elas terão capacidade para bombear até 1.100 litros de esgoto por segundo para a Estação de Tratamento da Barra.

- Já estamos finalizando o poço de 14 metros de profundidade onde instalaremos o sistema de bombeamento. Isso permite que nós nos antecipemos aos problemas. No passado, os empreendimentos surgiam e tínhamos que correr atrás de infraestrutura. Essa é uma obra projetada para o crescimento da região nos próximos 25 anos. As construções que chegarem já estarão conectadas - afirmou o presidente da Cedae, Wagner Victer.

Para o secretário do Ambiente, Carlos Minc, as obras na Estação Olimpíada representam uma peça estratégica do que falta executar para o saneamento nas áreas onde ocorrerão as competições de 2016. Ele destacou ainda que o Fundo Estadual de Conservação Ambiental e Desenvolvimento Urbano (Fecam) já investiu cerca de R$ 700 milhões no tratamento de esgoto de toda bacia do sistema lagunar da Barra da Tijuca, Recreio e Jacarepaguá.

- Do ponto de vista do saneamento formal da Barra, Recreio e Jacarepaguá, passamos de zero para 60% de esgoto tratado nos últimos seis anos. Temos estações de tratamento, emissário submarino de cinco quilômetros e 22 elevatórias. Já temos mais R$ 500 milhões do Fecam para fazer mais redes, conexões e elevatórias que faltam nos próximos dois anos e concluirmos nosso compromisso em setembro de 2015, antes do previsto - disse Minc.

O secretário afirmou ainda que o Governo do Estado vai iniciar, em outubro, as obras de dragagem nas lagoas da região. Segundo ele, estão previstos a construção de uma ilha ecológica, ampliação do Quebra Mar em mais 180 metros e de cinco estações de barcas - que serão operadas pela prefeitura.

- O conjunto de todas essas obras vai melhorar as condições de saúde dos moradores e balneabilidade das praias da região - finalizou Minc. .

Nenhum comentário: