quinta-feira, 8 de abril de 2010

A probabilidade de deslizamentos ainda é alta no Rio



Plantão | Publicada em 07/04/2010 às 10h58m
O Globo - 07/04/2010
  • R1
  • R2
  • R3
  • R4
  • R5
  • MÉDIA: 5,0
RIO - A probabilidade de ocorrências de escorregamentos por toda a cidade do Rio ainda é alta, de acordo com dados do Alerta Rio, sistema desenvolvido pelo Instituto de Geotécnica do Município do Rio de Janeiro, o GeoRio. São esperados escorregamentos esparsos, deflagrados pelas chuvas, com distribuição pela cidade de moderada a grande.
Na terça-feira, após o maior temporal da história do Rio de Janeiro, a probabilidade era muito alta, com distribuição muito grande, especialmente nas vias que cortam os maciços montanhosos. Não é à toa que a maior parte das 100 mortes já registradas no estado foi em decorrência de deslizamentos de terra em encostas.
Nas últimas 24 horas, a região da cidade que registrou maior índice pluviométrico foi a Grota Funda, com 116 milímetros, o equivalente a 1 litro por metro quadrado. Em seguida, aparecem o Sumaré, com 105,2 mm, e Barra e Riocentro, com 94mm.
Na maior parte da cidade, o volume de chuvas diminuiu na manhã desta quarta-feira, mas na Avenida Brasil, já choveu, nas últimas quatro horas, quase a metade do registrado nas últimas 24 horas. Em Campo Grande, nas últimas quatro horas, já choveu o equivalente a mais de um terço do volume de chuvas registrado ontem na mesma região.
No acumulado dos últimos quatro dias, a Rocinha foi a região que registrou maior nível pluviométrico, com 386,6 milímetros, o equivalente a uma média de quase 100 milímetros por dia. O Jardim Botânico também registrou níveis elevados de chuva nas últimas 96 horas. Foram 366,8 milímetros.

Nenhum comentário: