quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Plataforma projetada para Corcovado não vai interferir na visão do monumento, diz arquiteto

20/10/2010 - O Globo - Selma Schmidt

DISCRETA

RIO - A plataforma projetada pelo arquiteto Maurício Prochnik para o Corcovado não será vista de baixo. Ao detalhar o projeto, elaborado a pedido do Parque Nacional da Tijuca, Prochnik explicou que a estrutura, destinada a receber os visitantes que chegam de trenzinho e van, foi idealizada de modo a ser a mais discreta possível, para não interferir em bens tombados: o Penhasco do Corcovado e a estátua do Cristo Redentor. Será construída uma laje de concreto, envidraçada nas laterais e com clarabóias no teto. Os trechos em concreto do teto serão recobertos por plantas nativas de pequeno porte.

- A cobertura verde tornará a estrutura discreta, mesmo do alto - disse o arquiteto.

Com cem metros de comprimento, oito metros, em média, de largura e um andar, a plataforma será construída sobre lojas, bares e a casa do gerador existentes, que serão demolidos. Passará ainda sobre a estação de embarque e desembarque do trenzinho e um trecho da linha férrea. O espaço terá dois conjuntos de sanitários, uma loja de suvenires e um posto médico. Sete catracas permitirão limitar a visita ao monumento a 1.200 pessoas ao mesmo tempo, como informou, nesta quarta-feira, Ancelmo Gois, em sua coluna no GLOBO.

- Com o controle, evitaremos a aglomeração na plataforma superior e ofereceremos mais conforto e qualidade aos visitantes - disse Bernardo Issa, chefe do Parque Nacional da Tijuca, que iniciou contatos com empresas, a fim de encontrar parceiros para ajudar na realização das obras, estimadas entre R$ 15 milhões e R$ 20 milhões.

Nenhum comentário: