terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Começam os testes do teleférico no Complexo do Alemão

20/12/2010 - O Globo - Athos Moura

Teste do teleférico no Complexo do Alemão/Foto: Guilherme Pinto - Extra

RIO - Começaram na segunda-feira os primeiros testes - que serão concluídos nesta terça-feira pelo presidente Lula e outras autoridades - do teleférico do Complexo do Alemão. Formado por seis estações e 152 gôndolas (bondinhos), por onde passarão, de acordo com a Secretaria estadual de Obras, cerca de 30 mil pessoas ao dia, o projeto tem previsão de inauguração para março do ano que vem. Os testes realizados foram para comprovar a segurança no movimento das portas, peso, capacidade, velocidade, vento, entre outros itens. Panes e falhas também passaram por simulações.

Cada gôndola do teleférico poderá transportar até oito pessoas sentadas e outras duas em pé. De acordo com o presidente da Empresa de Obras do Estado (Emop), Ícaro Moreno, a velocidade média dos bondinhos será de cinco metros por segundo e, quando eles se aproximam das estações, a velocidade cairá para 50 centímetros por segundo. Moreno afirmou ainda que, com essa velocidade, passageiros idosos e até portadores de deficiência podem desembarcar com toda a segurança.

Os testes, realizados na segunda, ocorreram entre as estações de Bonsucesso - integrada com a estação de trem -, Morro do Adeus e da Baiana. Além dessas, ainda há as estações do Alemão, Itararé e Fazendinha. Segundo o presidente da Emop, o trajeto entre todas as estações será feito em até 13 minutos. Em cada estação, haverá uma unidade social, com banco, biblioteca, centro de referência da juventude e um centro de serviços à comunidade.

O secretário estadual de Obras, Hudson Braga, anunciou que outros dois teleféricos serão construídos no Rio de Janeiro. Eles ficarão instalados na Rocinha e na Tijuca. Os projetos já estão sendo elaborados. Hudson prometeu que, até o meio do ano que vem, eles estarão prontos. De acordo com ele, na região da Tijuca, a ligação será feita da Praça Saens Peña até o Alto da Boa Vista, também visando a questão do turismo.

Leia a íntegra desta reportagem (conteúdo exclusivo para assinantes) no Globo Digital

Nenhum comentário: