quarta-feira, 27 de abril de 2011

Área da Baía de Sepetiba atrai investimentos de mais de US$ 10 bilhões

26/04/2011 - Agência Rio

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Julio Bueno, disse nesta terça-feira (26) que a área compreendida da Baía de Sepetiba é uma das que mais atraem empresas do Brasil e do exterior. A afirmação foi feita durante a apresentação do plano de recuperação ambiental do terreno da antiga Ingá Mercantil, em Itaguaí. Ainda segundo o secretário, estão previstos investimentos em torno de US$ 10 bilhões nesta região.

O Governo do Estado, há dois anos, fez o ordenamento de 12 projetos envolvendo exportação de minério, contemplando alguns deles. Além do plano, mais a longo prazo, da Usiminas de ter seu próprio porto no terreno da Ingá, o secretário citou três grandes projetos que impulsionarão o desenvolvimento econômico e social daquela região nos próximos anos.

Um deles é o investimento da Petrobras, em parceria com a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e a Gerdau, para a implantação de um grande porto voltado para a exploração de petróleo da camada de pré-sal e para a exportação de aço, com a previsão de empregar 15 mil pessoas. Outro, já em andamento, é o do Superposto Sudeste, uma parceria da LLX, do empresário Eike Batista, para exportação de minério de ferro, que será também utilizado pela Usiminas a partir de 2015, até que construa o seu próprio terminal. E, por fim, o porto de Docas, cuja licitação deverá ser feita ainda este ano, numa área ainda ser definida.

"Naquela região ainda há o estaleiro da Marinha, que investe cinco bilhões de euros na fabricação de submarinos convencionais e nucleares, numa parceria com o governo francês e a Odebrecht; o Arco Metropolitano,que deverá ser entregue em dezembro de 2012/ e os planos de expansão da Nuclebras Equipamentos Pesados (Nuclep). Enfim, é uma região que tem um overbook de projetos", ressaltou Bueno.

PB

Nenhum comentário: