terça-feira, 28 de maio de 2013

Manguinhos terá parque de lazer até o fim do ano

28/05/2013 - Jornal do Commercio

Orçadas em R$ 35 milhões, obras fazem parte da complementação do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 1) no conjunto de comunidades

Até o fim do ano o Complexo de Manguinhos, na Zona Norte, terá novas áreas de lazer e esportivas. Serão investidos cerca de R$ 35 milhões nas obras, informou a Empresa de Obras Públicas (Emop), que já demoliu 70% dos 1 mil imóveis das comunidades Uranos, João Goulart e Vila União para fazer a construção. O projeto faz parte da complementação do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 1) no conjunto de comunidades.

Segundo o governo fluminense, 472 apartamentos serão construídos no Parque João Goulart, dos quais 367 já foram desocupados. Na Uranos, dos 307 imóveis previstos, 293 já estão vazios e sendo demolidos. Na Vila União, serão criadas 166 moradias, sendo que 37 estão em processo de demolição e 25 desocupadas e prontas para serem demolidas.

De acordo com a Emop, as famílias que estão sendo desalojadas podem optar por indenização ou compra assistida de outro imóvel. O presidente da Emop, Ícaro Moreno Júnior, explicou que as obras de terraplenagem começaram em uma área já liberada de Uranos. "Será construído um parque com duas quadras poliesportivas, um campo de futebol e uma área de recreação", explicou.

Em uma área das comunidades João Goulart e Vila União, que fica próxima à linha férrea, a Emop fará uma pista de rolamento com três faixas, em uma extensão de dois quilômetros, que dará seguimento à Rua Uranos. Após a conclusão, a via terá mão no sentido Benfica, enquanto a Avenida Leopoldo Bulhões, hoje em mão dupla, seguirá apenas no sentido Bonsu- cesso. O sistema de drenagem da pista e duas pontes, uma sobre o Rio Jacaré e outra sobre o Rio Faria Timbó, já foram feitos.

Também está sendo preparado um terreno, dentro da área conhecida como Dsup, na Avenida Dom Hélder Câmara, para a construção de um centro comercial com 20 quiosques destinados aos comerciantes já cadastrados pelo Trabalho Social, além de quadra poliesportiva, ciclovia, pista de patins, área de recreação, sanitários e estacionamento com 80 vagas.

O processo de readequação de espaços no complexo, iniciado com a elevação da via férrea, a construção de uma moderna estação e a criação do parque linear, será completado em uma outra etapa com a construção de mais um centro esportivo e de lazer, dotado de quadras de areia para futebol e vôlei, pista de atletismo, campo de futebol, ginásio poliesportivo coberto, quadras de múltiplo uso, parque infantil, quiosques e churrasqueiras, numa área de 21,6 mil metros que no lugar conhecido por Conab.

"Antes muito degradada e violenta, essa área de Manguinhos está se transformando num verdadeiro complexo es¬portivo e de lazer para a população. São praças de esportes, ciclovias, pistas para caminhada, quiosques, brinquedos, área de passeio e convivência", completou a coordenadora do PAC Social 2 da Emop, Ruth Jurberg.

Cerca de R$ 567,7 milhões já foram investidos na primeira fase do PAC Manguinhos. Já foram entregues, entre outras obras, o Colégio Estadual Compositor Luiz Carlos da Vila, um complexo esportivo, um parque aquático, uma UPA 24h, uma biblioteca-parque, um Centro Vocacional Tecnológico (CVT) e 1.048 unidades habitacionais.

Nenhum comentário: