sábado, 11 de maio de 2013

Prefeito dá início à primeira obra viária do Porto Maravilha


26/09/2011 - 

Funcionários dão início a perfuração do túnel

O túnel de 70 metros de extensão que atravessará o Morro da Saúde começou a ser perfurado nesta quarta-feira, 21 de setembro de 2011, dando início às obras viárias do Projeto Porto Maravilha. O evento contou com a presença do prefeito Eduardo Paes; do presidente da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio (Cdurp), Jorge Arraes; do diretor-presidente da Concessionária Porto Novo, Eduardo Pettengill, e do gerente de contrato do Consórcio Porto Rio Célio Franco. Também participaram do evento os diretores e presidentes das empresas acionistas OAS (representada por Léo Pinheiro, Tarcísio Albuquerque e Rogério Dourado), Odebrecht (representada por Leandro Azevedo, Geraldo Villin e João Borba Filho) e Carioca (representada por Eduardo Backheuser e Rodolfo Mantuano).

O Prefeito Eduardo Paes e diversas autoridades estiveram presentes no evento
O prefeito abriu o evento explicando as obras e destacou que o projeto deixa de ser uma lenda urbana e passa a ser uma realidade.

- Esta obra é histórica porque ficou no papel há anos e foi sempre prometida por diversos governantes.  Nós vamos fazer e ainda executaremos em um tempo reduzido. Em qualquer lugar uma obra desse porte demoraria 15 a 20 anos e nós vamos fazer em cinco. A primeira fase já está em andamento e será entregue até o ano que vem. As estruturas do Museu do Amanhã já estão sendo feitas, assim como a revitalização dos galpões da Gamboa. Tudo isso é fruto de ação
governamental  – afirmou Paes.

O presidente da Cdurp, Jorge Arraes, destacou a importância das obras para a cidade do Rio de Janeiro e como as mudanças viárias vão transformar a região.

- Hoje efetivamente iniciamos as obras da Parceria-Público Privada pelo Binário do Porto para a derrubada da Perimetral. Agora as obras seguirão em ritmo constante. Em outubro, iniciaremos as obras do Binário na Praça Mauá onde será perfurado outro túnel. Em novembro daremos início ao túnel da Via  Expressa – declarou Arraes.

O prefeito também falou sobre a PPP realizada para a revitalização do Porto. Segundo ele, não está havendo nenhum gasto de dinheiro público para a realização das obras e esta operação já gera uma grande economia aos cofres municipais.

- Conseguimos vender os CEPACS (Certificados de Potencial Adicional de Construção) para a Caixa Econômica, nossa parceira neste processo já que ela foi a grande compradora dos títulos. Além disso, desde julho a Prefeitura não varre mais a rua, não tapa mais buraco e não cuida mais do trânsito. Tudo isso é feito pela Concessionária com dinheiro privado gerando assim uma economia para a Prefeitura. Isso já faz parte desta operação para que o dinheiro público seja gasto com aquilo que é mais relevante – explicou Paes.

O equipamento chamado Jumbo será o responsável pela perfuração do túnel

O diretor-presidente da Concessionária Porto Novo, Eduardo Pettengill, chamou a atenção para a grandiosidade deste projeto.

- Este foi o início das obras viárias, mas este projeto é muito mais amplo, envolve obras de infraestrutura em toda a região que inclui reconstrução de todas as redes de água, luz, esgoto, entre outras instalações que serão subterrâneas. Além disso, já estamos fazendo os serviços de rotina, como troca de lâmpadas, limpeza urbana, paisagismo e o controle de tráfego na região. Estes serviços serão da nossa responsabilidade pelos próximos 15 anos – lembrou Pettengill.

De acordo com Célio Franco, Diretor de Contrato do Consórcio Porto Rio, este é o início de uma grande obra.
– Demos o primeiro passo, ainda teremos muito a percorrer. Esta obra é um grande legado para os cariocas. É um orgulho fazer parte deste processo –
afirmou.

Além do túnel do Morro da Saúde, estão previstos no projeto de mudança viária da Região do Porto outros dois túneis: o Túnel do Binário, que terá 1,1 km e ligará a Rua Primeira de Março à Via Trilhos- antiga linha férrea hoje desativada, passando sob o Morro de São Bento e voltando à superfície na altura
da Avenida Barão de Tefé e o Túnel da Via Expressa que passará sob a Avenida Rodrigues Alves. Aliados, os três são fundamentais para absorver o fluxo de
trânsito e permitir a demolição do Elevado.

– Ninguém acredita que a Perimetral vai cair e ela vai cair acreditem se quiser – concluiu o Prefeito.

Nenhum comentário: