quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Paes: recuperação da região repercute na cidade

03/07/2013 - Jornal do Commercio

De acordo com o prefeito, as intervenções não representaram gastos para os cofres públicos porque o projeto é uma PPP, a maior do País, com mais de R$ 7 bi

O processo de revitalização da região portuária do Rio de Janeiro vem causando grande impacto econômico sobre o cotidiano da cidade. A avaliação é do prefeito Eduardo Paes, que participou ontem da abertura do seminário Ocupação econômica das áreas da região do Porto Maravilha. "Somente com as intervenções, tivemos a geração de 6 mil empregos diretos. Além disso, revitalizar a região central do Rio refletiu em melhorias para toda a cidade, não foi algo restrito àquela região", avaliou o prefeito.

Segundo Paes, as intervenções não representaram gastos para os cofres públicos porque o projeto é uma Parceria Público-Privada (PPP), considerada a maior do País, com valor superior a R$ 7 bilhões.

"O consórcio vencedor da licitação é responsável por todas as obras da segunda etapa do projeto e também responderá pela prestação de serviços previstos pela licitação, como conservação e limpeza, por 15 anos", completou o prefeito do Rio.

Tendo como linha de discussão a importância da região portuária da cidade como propagadora de pequenos e médios negócios, o encontro destacou os principais desafios de potencializar e estimular o segmento. Isso poderá ser feito, de acordo com a prefeitura, por meio de facilitação ao crédito, da promoção e simplificação da legalização da empresa, e da capacitação de empreendedores atuais e potenciais.

A zona do porto carioca está sendo revitalizada para recuperar uma área que vem degradada há anos. Entre os projetos previstos, estão a derrubada do Elevado da Perimetral, além da construção de seis linhas de Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que ligarão vários pontos da cidade. O novo transporte terá 42 estações em 28 quilômetros de vias.

Também estiveram presentes ao evento o diretor-superintendente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Rio (Sebrae/RJ), Cezar Vasquez, o presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio (CAU-RD, Sydnei

Nenhum comentário: