terça-feira, 29 de outubro de 2013

Todos os caminhos levam ao bairro

27/10/2013 - O Globo, Especial Cidade Barra

A área de quase 5 km², ou 10% da Barra, destinada por Lúcio Costa a ser o Centro Metropolitano é, hoje, um grande canteiro de obras, onde se erguem shoppings, hotéis, prédios comerciais e residenciais e corporativos, inspirados em grande modelos internacionais, e se multiplicam construções destinadas aos Jogos Olímpicos de 2016.

Próximo ao Riocentro, está sendo construída a Vila Olímpica e, no antigo Autódromo da Barra, o Parque Olímpico. Outros projetos de urbanização do Centro Metropolitano também pavimentaram o caminho do sucesso do plano, a exemplo da construção do Anel Viário Chico Anysio, rótula que, ao custo de pouco mais de R$ 13 milhões, interligou as avenidas Ayrton Senna e Abelardo Bueno. Recentemente, a prefeitura confirmou, para este ano, o início das obras de ampliação de toda a extensão da Avenida Salvador Allende. As obras na Abelardo Bueno já começaram.

O projeto prevê a implantação de pistas laterais, que passarão a ser dez - cinco em cada sentido. Outras obras de urbanização estão programadas, como as de melhorias na rede de drenagem, aplicação de 306.630 m³ de pavimentação em asfalto e 44.400 m³ em concreto, construção de 50.200 m³ de calçadas, de 21.200 m² de ciclovia, além da despoluição da Lagoa de Jacarepaguá.

A região da Barra da Tijuca também ganhará novos corredores expressos, os BRTs. Além da Transoeste, já em operação, terá a Transcarioca, em construção, e a Transolímpica. A Traftscarioca, com 39 km de extensão, vai ligar a Barra ao Aeroporto Internacional Tom Jobim e transportará 440 mil passageiros por dia. A ponte estaiada da via ex-pressa incorpora à região um novo marco arquitetônico e tem previsão de conclusão ainda em 2013.

Já a Transolímpica, com 23 km de extensão, ligará a Barra da Tijuca a Deodoro e servirá também de via expressa para veículos. O projeto prevê 16 pontes e viadutos, 18 estações e dois terminais, beneficiando 100 mil pessoas por dia e reduzindo o tempo de percurso de quase duas horas para apenas 40 minutos. "O terminal da Transolímpica ficará na junção das avenidas Salvador Allende e das Américas. Já a Transcarioca atravessará todo o trecho da Abelardo Bueno até a altura da Rua Pedro Correia. Mas haverá um grande terminal de integração entre os dois corredores, a Estação Parque Olímpico, exatamente na junção da Abelardo Bueno com a Salvador Allende", explica o secretário Municipal de Transportes, Carlos Roberto Osório.

Com 56 km, o BRT Transoeste liga a Barra da Tijuca a Campo Grande e Santa Cruz, atravessando os bairros do Recreio dos Bandeirantes, Paciência, Sepetiba, Inhoaíba, Cosmos e Guaratiba. Ele vai ligar também o Terminal Alvorada ao Jardim Oceânico, na Barra, e integrar o sistema à Linha 4 do Metrô. A capacidade de atendimento da Transoeste, com as expansões, passará a 220 mil pessoas por dia.

O secretário Municipal de Transportes observa, ainda, que por estar no epicentro dos Jogos Olímpicos de 2016, a Abelardo Bueno é uma das maiores regiões de crescimento da cidade. "Hoje, apenas 20% da população utilizam transporte público de massa. Queremos mudar essa realidade até 2016, passando a atender, de maneira integrada, 63% da população com transporte público de alto desempenho. Mais da metade dos investimentos em infraestrutura estão sendo feitos em mobilidade", finaliza Osório.

Nenhum comentário: