sábado, 30 de novembro de 2013

Entorno do Maracanã vira canteiro de obras para Copa do Mundo

30/11/2013 - O Globo

Passarela que ligará a Quinta da Boa Vista ao Estádio do Maracanã tem inauguração prevista para o primeiro trimestre de 2014 Foto: Gabriel de Paiva / Agência O Globo
Passarela que ligará o estádio à Quinta da Boa Vista, será inauguráda no primeiro trimestre de 2014
Já foram construídas ciclovias com três quilômetros de extensão, calçadas e acessos

FERNANDA PONTES

Passarela que ligará a Quinta da Boa Vista ao Estádio do Maracanã tem inauguração prevista para o primeiro trimestre de 2014 Foto: Gabriel de Paiva / Agência O Globo

Passarela que ligará a Quinta da Boa Vista ao Estádio do Maracanã tem inauguração prevista para o primeiro trimestre de 2014 Gabriel de Paiva / Agência O Globo

RIO — Um novo bairro começa a surgir no entorno do Maracanã. Futuro palco da grande final da Copa do Mundo de 2014, a região passa por uma transformação urbanística que já produz os primeiros resultados. A passarela que ligará o estádio à Quinta da Boa Vista, sobre a movimentada Avenida Radial Oeste, vem ganhando forma a cada dia. Com 530 metros de extensão, incluindo as duas rampas de acesso, ela será a maior da cidade. A previsão é inaugurá-la no primeiro trimestre de 2014, a poucos meses do início da competição.

A montagem dos últimos dois trechos de passarela que estão faltando é uma operação complexa: cada viga metálica tem 50 metros e pesa 130 toneladas. Para concluir a instalação, serão necessários três dias de trabalho. Por uma questão de logística, o serviço será feito de madrugada, nos dias 13,14 e 15 de dezembro. Após a fixação, será iniciada a fase de acabamento, com a colocação do guarda-corpo.

A estrutura já pode ser vista no lado direito da Radial Oeste, no sentido Tijuca. Com cinco metros de largura, ela terá arcos que sustentarão uma cobertura de lona branca, semelhante à do Maracanã, além de iluminação em LED.

— Todo o conceito da passarela é semelhante ao do Maracanã. Além da lona, os pilares brancos são do mesmo formato dos usados no estádio. A ideia é justamente criar essa identidade visual. A cobertura é necessária devido ao comprimento da passarela, que é muito longa. Quando ficar pronta, ela também será iluminada com luz de LED branca — diz Mauro Bonelli, engenheiro responsável pelo projeto e pela obra.
Custo elevado levou à mudança do projeto

O atual projeto da passarela, no entanto, é bem diferente do original, que previa a construção de uma imensa praça elevada, que logo foi apelidada de "praçarela". A proposta acabou sendo revista em consequência de uma série de fatores, como os custos da obra, acima de R$ 200 milhões. O projeto anterior também exigiria a demolição do antigo Museu do Índio, além de interferir no plano já aprovado pela Fifa para o esvaziamento do estádio, em caso de emergência.

Assim que foi anunciada a mudança no projeto, em 2011, o secretário municipal de Obras, Alexandre Pinto, disse que a passarela ficaria pronta no primeiro trimestre de 2013, o que acabou não acontecendo.

A passarela vai interligar duas áreas que também estão em transformação. No lado de São Cristóvão, num terreno de 40 mil metros quadrados, será criado um parque, que deverá funcionar como uma extensão da Quinta da Boa Vista. O projeto ainda está sendo discutido e só poderá ser implantado após os Jogos de 2016. No lado do Maracanã, a passarela terminará numa praça, junto ao antigo Museu do Índio. O prédio do Ministério da Agricultura será demolido.

Ver imagem no   Twitter
Funcionários trabalham na construção da nova passarela no entorno do Maracanã. Foto de Gabriel de Paiva

A construção da passarela faz parte de um pacote de intervenções da Secretaria municipal de Obras, com investimento de R$ 109,5 milhões. No entorno do Maracanã, foram construídas ciclovias com três quilômetros de extensão, calçadas e acessos, além de projetos de iluminação e paisagismo. Em frente à estátua do Bellini, foram plantadas 13 palmeiras, que ficaram conhecidas como as "palmeiras do Zagallo". O número não foi escolhido por acaso. O treinador sempre defendeu que "13" trazia sorte à seleção brasileira.

Outra obra que está sendo executada nas redondezas é a construção da estação intermodal, que unirá os serviços de trens da SuperVia e do metrô numa única estação e contará com cinco plataformas para embarque e desembarque.

Todas as fundações da nova estação já foram concluídas, e as plataformas começaram a ser concretadas, assim como o mezanino de integração. Segundo o governo do estado, a cobertura da estação, as escadas rolantes e os elevadores já foram encomendados. Com um investimento de R$ 175 milhões, a nova Estação Maracanã, segundo o estado, estará em plena operação para a Copa de 2014.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/rio/entorno-do-maracana-vira-canteiro-de-obras-para-copa-do-mundo-10929231#ixzz2mA3eQOPk 
© 1996 - 2013. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 

Nenhum comentário: