sábado, 1 de fevereiro de 2014

Prefeitura confirma adiamento de alterações no trânsito do Centro

31/01/2014 - O Globo

As alterações no cronograma são necessárias para que haja mais tempo para a implementação das mudanças na sinalização

As mudanças, que antes estavam previstas para acontecer no dia 8 de fevereiro, agora ficam para o dia 16 Foto: Pablo Jacob / Agência O Globo
As mudanças, que antes estavam previstas para acontecer no dia 8 de fevereiro, agora ficam para o dia 16 Pablo Jacob / Agência O Globo

RIO - A necessidade de informar melhor a população e de sinalizar vias do Centro levou a prefeitura do Rio a adiar em uma semana as alterações no trânsito da região. Com isso, o fechamento do Mergulhão da Praça XV e o início da operação de mão-dupla na Avenida Rio Branco só terão início a partir do dia 16 de fevereiro, como adiantou o blog de Ancelmo Gois. Prevista para ocorrer neste sábado, a mudança de mão da Avenida Rio Branco entre a Praça Mauá e a Presidente Vargas - que hoje opera em mão-dupla e passará a ter todas as pistas no sentido Praça Mauá - também foi adiada para o dia 9 de fevereiro.

De acordo com o secretário municipal de Transportes, Carlos Roberto Osório, esse tempo foi requisitado pela concessionária Porto Novo para finalizar os ajustes nos semáforos e nas sinlizações verticais e horizontais. O adiamento ainda será usado pela prefeitura para comunicar melhor as alterações à população e por empresas de ônibus, segundo Osório, para treinar seus funcionários.

- O impacto no trânsito é inevitável e por isso estamos planejando realizar as alterações em duas etapas. Aquele trecho da Avenida Rio Branco tem muito movimento. É importante que a população continue nos apoiando dando preferência ao transporte público - disse Osório, que avaliou como uma "experiência muito bem sucedida" o fechamento total da Perimetral. - Tivemos um primeiro dia complicado, mas fizemos ajustes e já está tudo estabilizado.

A partir da implantação da mão-dupla na Avenida Rio Branco, não poderão mais trafegar pela via carros de passeio. Somente ônibus e táxis poderão passar por ali. Duas faixas vão operar em direção à Candelária e três no sentido Aterro do Flamengo. Com o Mergulhão fechado, veículos que estiverem na Avenida Presidente Vargas não terão mais essas alternativas importantes para se chegar ao Aterro.

A partir da próxima terça-feira, começam as ações de comunicação das mudanças, com distribuição de panfletos, instalação de faixas indicativas e orientação dos cidadãos nas vias; além da instalação de novos pontos de táxi. Haverá também a implantação dos novos pontos finais e itinerários para ônibus intermunicipais na região da Candelária e avenidas Presidente Vargas e Rio Branco.

Especialistas: prefeitura acertou ao adiar

Na avaliação de Alexandre Rojas, especialista em transportes da Uerj, a divulgação das mudanças à população foi muito fraca. Por isso, ele acredita que o adiamento é algo prudente.

- Certamente haverá confusão. Então que ao menos a população seja amplamente informada sobre as alterações ao trânsito. Também seria muito conveniente que as empresas sediadas no Centro flexibilizassem o início do trabalho, abrindo os escritórios já a partir das 7h. Isso diminuiria os transtornos na chegada dos funcionários - disse.

O professor de engenharia de transportes da Uerj, José de Oliveira Guerra, acrescentou que a prefeitura deve usar esse tempo para treinar também os operadores de tráfego:

- A prefeitura não adiou por acaso. Precisa refinar melhor os planos concebidos. Além disso, é fundamental treinar as equipes das prefeitura que vão operar as mudanças na rua, de modo a não haver ainda mais prejuízo para a população.

Perimetral fechada complicou trânsito

O fechamento completo da Perimetral antes do fim das obras das vias alternativas foi bastante criticado por especialistas. No primeiro dia útil sem o elevado, o trânsito ficou bastante complicado. Uma agulha emergencial teve que ser aberta para desafogar o tráfego na região.

O Elevado da Perimetral teve sua primeira interdição no dia 2 de novembro do ano passado, quando a prefeitura começou a demolir um trecho nas proximidades da Rua Silvino Montenegro, na Gamboa. Era a preparação para a implosão do viaduto, que ocorreu no dia 17 do mesmo mês.

Para dar vazão ao tráfego que fluía pelo elevado, a região ganhou uma nova via, a Binário do Porto. Também está sendo construída a Via Expressa, que substituirá a Perimetral, com 5.050 metros, três faixas em cada sentido e o maior túnel urbano do Brasil, com 3.450 metros. Como as obras de infraestrutura da Zona Portuária só devem ser concluídas em 2016, a prefeitura tem feito apelos para que os cariocas evitem usar o carro e deem preferência ao transporte público, como ônibus, barcas e trens.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/rio/prefeitura-confirma-adiamento-de-alteracoes-no-transito-do-centro-1-11463302#ixzz2s4QfuEvG 

© 1996 - 2014. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 

Nenhum comentário: