domingo, 18 de janeiro de 2015

Integrada a estações de trem e metrô, nova rodoviária será construída em São Cristóvão

Terminal ficará em antiga instalação do Exército, perto da Quinta da Boa Vista e da estação intermodal do Maracanã

POR LUIZ ERNESTO MAGALHÃES

18/01/2015 - O Globo


Terreno na Avenida Bartolomeu de Gusmão, em São Cristóvão, que vai abrigar a nova rodoviária - Hudson Pontes / Agência O Globo

RIO — A prefeitura planeja implantar uma nova rodoviária em São Cristóvão. O terminal será construído numa antiga instalação do Exército, nas imediações da Quinta da Boa Vista e da estação integrada de metrô e trens do Maracanã, inaugurada durante a Copa do Mundo, no ano passado. O objetivo é transferir para o local parte das linhas interestaduais que hoje aportam na Rodoviária Novo Rio, além de algumas linhas intermunicipais e municipais com pontos no Centro e na Zona Portuária. Neste último caso, a ideia é desafogar o trânsito na região. O edital, que prevê a concessão do serviço a particulares, deve ser lançado em fevereiro.

— A intenção é que a nova rodoviária comece a operar já em 2016. Vencerá a concorrência o grupo que apresentar o maior valor de outorga (pagamento) pela exploração comercial da área. Estimamos que a implantação do novo terminal exigirá investimentos de R$ 70 milhões — disse o subsecretário de Parcerias Público-Privadas e Projetos Estratégicos da prefeitura, Jorge Arraes.

Não é a primeira vez que o município anuncia um projeto de instalar uma rodoviária na região. Antes da Copa, houve uma promessa de criar um terminal provisório na área para atender o público do evento. O terreno, porém, só foi usado como área de serviços da Fifa.

TERMINAIS ESTÃO SATURADOS

As autoridades argumentam agora que o plano sairá de fato do papel.

— Hoje, tanto o terminal Menezes Côrtes (Castelo) quanto a Rodoviária Novo Rio estão saturados. Estamos avaliando com o estado que serviços poderiam ser realocadas para o novo terminal. Isso exigirá que os passageiros dessas linhas façam integração com o metrô, trens e as futuras linhas de VLT e do BRT Transbrasil — explicou o secretário municipal de Transportes, Rafael Picciani.

O novo terminal deve receber também linhas do terminal municipal Henrique Lott, que tende a ser desativado, por se tratar de um terreno reservado para futuros projetos imobiliários do Porto Maravilha. No caso das linhas intermunicipais e interestaduais, a intenção da prefeitura é transferir para lá os ônibus que, para seguir destino, precisam passar pela Linha Vermelha. A mudança obrigará que o consórcio construa uma nova alça de acesso entre a Linha Vermelha (nas imediações do Pavilhão) e a nova rodoviária, para evitar que os coletivos circulem pela vias apertadas da região, congestionando ainda mais o trânsito.

Arraes afirmou que os estudos que servem de base para a licitação incluem dados passados pelo grupo que controla a Rodoviária Novo Rio. Em nota, a empresa confirmou a informação. Mas ressaltou que tem um contrato de concessão com o governo do estado para recepcionar ônibus que não são da capital. Por isso, qualquer mudança no serviço teria que passar pela Secretaria estadual de Transportes.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/rio/integrada-estacoes-de-trem-metro-nova-rodoviaria-sera-construida-em-sao-cristovao-15085795#ixzz3PEFBOW6P 
© 1996 - 2015. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 

Nenhum comentário: