segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Prefeitura do Rio anuncia construção de área de lazer na Praça da Bandeira

05/01/2015 - Agência Rio

Os moradores da região da Praça da Bandeira - Zona N orte do Rio - terão, este ano, diversos motivos para se orgulhar do bairro. Além das intervenções que darão fim aos alagamentos naquela área estarem a pleno vapor, um projeto de urbanização da Fundação Rio-Águas, órgão da Secretaria Municipal de Obras, dará cara nova ao local no primeiro trimestre de 2015, período em que a cidade estará em festa por seus 450 anos.

Sobre o reservatório de controle de enchentes, que está em operação desde dezembro de 2013, será erguida uma área de lazer, com arborização, bancos, pistas de patinação, circuito para caminhada, nova iluminação e uma Academia da Terceira Idade (ATI). Além disso, a bandeira brasileira, que é símbolo da praça, será reinstalada sobre o reservatório de controle.

- O local será mais um presente para a cidade no ano em que ela completa 450 anos. Com as obras de urbanização, a Praça da Bandeira receberá equipamentos esportivos que vão atrair um novo público, como é o caso do rinque de patinação. Além de o espaço ser um tradicional ponto de passagem, os moradores poderão praticar esportes como caminhada e patinação e utilizar a academia. Também devolveremos a bandeira ao seu mastro, que já foi instalado para recebê-la - afirmou o presidente da Fundação Rio-Águas, João Luiz Reis.

A área de lazer também poderá ser utilizada pelos skatistas, uma vez que a pista de patins será de cimento e oferecerá alta resistência. O projeto de urbanização da Praça da Bandeira foi decidido em parceria com os moradores da região, que sentiam falta de um espaço qualificado e seguro para a prática de atividades esportivas.

Para a total revitalização da região da Praça da Bandeira, a Prefeitura do Rio executa o Programa de Controle de Enchentes na Grande Tijuca, em que consiste a construção de cinco piscinões de contenção. O reservatório de controle, que receberá a área de lazer, tem capacidade para receber até 18 milhões de litros de água da chuva, sendo o menor deles.

Dos outros quatro reservatórios, dois estão em construção nas praças Niterói e Varnhagen, com capacidades para reservar 58 e 43 milhões de litros, respectivamente. E os outros piscinões estão previstos para serem instalados na Rua Heitor Beltrão, para reter as águas excedentes do Rio Trapicheiros, e no Alto Grajaú, para as águas do Rio Jacó.

Além dos piscinões, a prefeitura trabalha no desvio do Rio Joana, criando um segundo deságue para as águas pluviais da Grande Tijuca diretamente na Baía de Guanabara. O novo traçado do rio passará sob a linha férrea e sob o morro São Cristóvão, seguindo pela Rua Fonseca Telles, por meio de túnel. A implantação do projeto representa a retirada de um terço da vazão que atualmente chega ao Canal do Mangue, pelos rios Papa-Couve, Comprido, Maracanã e Joana.

As intervenções voltadas a solucionar o problema das enchentes têm prazo de conclusão para 2016. O investimento contratado nas obras, incluindo as de urbanização, é de R$ 343,4 milhões, compartilhados entre Prefeitura do Rio e o Governo Federal, através do Programa de Aceleração do Crescimento - PAC 2.

MS

Nenhum comentário: