sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Prefeitura do Rio estuda implantar 30 contêineres com bicicletários, chuveiros e oficinas em 14 bairros

06/02/2015 - O Globo


RIO - Um projeto em estudo na prefeitura do Rio promete incentivar o uso de bicicletas nos deslocamentos urbanos. Batizada de Estabike, a proposta de instalação de 30 contêineres de apoio a ciclistas em 14 bairros — com chuveiros, guarda-volumes, bicicletários e oficinas — tem o apoio da ONG Transporte Ativo, que defende políticas de estímulo ao deslocamento sustentável. A iniciativa está em análise pela Secretaria Especial de Concessões e Participações Público-Privadas.

A ideia é que os postos destinados aos ciclistas incentivem mais viagens de bicicleta em diversas regiões da capital. Já apresentado ao Instituto Rio Patrimônio da Humanidade, o projeto prevê três modelos de contêineres com tamanhos diferentes, variando de 14,8 a 56,9 metros quadrados, com capacidade para atender de 20 a 110 pessoas.

José Lobo, diretor da Transporte Ativo, afirma que a proposta ajudaria o Rio a se tornar uma cidade mais amigável aos amantes das "magrelas". Nos últimos dez anos, destaca ele, o número de viagens diárias de bicicleta na capital quase dobrou, passando de 270 mil para 500 mil. Em algum momento a cidade chegará aos 450km de faixas pra bicicletas — atualmente são 384km —, e a nova infraestrutura seria um complemento importante, diz Lobo.

— Uma das grandes dificuldades encontradas por quem usa frequentemente a bicicleta é guardar o equipamento em locais com segurança. O número de ciclistas aumentou bastante na cidade, e isso veio acompanhado de um boom de roubos e furtos. Os pontos de apoio ofereceriam a segurança necessária, além de possibilitar que mais pessoas possam usar as bikes para ir trabalhar, pois estão previstos chuveiros. É uma ótima aposta — afirma.

MODELO EM DISCUSSÃO

A iniciativa é inspirada em estruturas existentes em cidades da Europa e dos Estados Unidos. A proposta do Rio é que o sistema seja explorado por uma concessionária privada — a ser escolhida num processo licitatório. O usuário pagaria uma mensalidade para usufruir do serviço com desconto. O prefeito Eduardo Paes elogiou o projeto, mas acrescentou que a implementação ainda não está definida, dependendo da viabilidade econômica, urbanística e ambiental.

Presidente da Associação de Moradores de Botafogo, Regina Chiaradia tem dúvidas sobre se a instalação de chuveiros nos contêineres é de fato uma medida que vá causar um impacto positivo.

— O banho causaria enormes filas nessas estruturas, que ficariam no meio da cidade. Não sei se funcionariam adequadamente. Os ciclistas querem mesmo é um local onde possam deixar suas bicicletas com segurança — opina.

O pré-projeto prevê estações em frente ao Planetário da Gávea, no canteiro central da Praia de Botafogo, na Avenida das Américas e em frente ao Norte Shopping.

Nenhum comentário: