domingo, 25 de abril de 2010

Quadrilha chefiada por delegado usa cartórios para dar golpe imobiliário no Recreio

GRILEIROS COM DISTINTIVO


Publicada em 24/04/2010 às 18h02m
Sérgio Ramalho - O Globo - 24/04/2010
  • R1
  • R2
  • R3
  • R4
  • R5
  • MÉDIA: 4,8
O condomínio de luxo construído em uma área loteada com base em documentos fraudados / Foto de Gabriel de Paiva - O Globo
RIO - A atuação de uma quadrilha - chefiada por um delegado da Polícia Civil - responsável pela falsificação de escrituras para lotear uma área de 42 mil metros quadrados no Recreio dos Bandeirantes, deve provocar uma devassa em cartórios da Zona Oeste do Rio. Em atividade há mais de 20 anos, o grupo utiliza laranjas, empresas de fachada e ramificações em cartórios da região para forjar documentos com o objetivo de tomar posse e vender terrenos até em áreas de preservação ambiental.
As atividades da quadrilha passaram a ser investigadas a partir de denúncias de uma das vítimas do esquema. A testemunha M. havia comprado em 2002, por R$ 55 mil, um lote de 340 metros quadrados em um dos empreendimentos do grupo, na Estrada Vereador Alceu de Carvalho. Após construir uma casa no terreno, ela descobriu que a área do imóvel era citada num processo de reintegração de posse:
- Investimos R$ 220 mil nesse imóvel. Jamais poderíamos imaginar que os documentos entregues no ato da compra fossem falsos. A quadrilha havia forjado tudo com apoio de servidores de cartórios - diz a testemunha.
Após denunciar o esquema, M., passou a ser alvo de ameaças de morte, sendo obrigada a deixar a casa onde vivia com o marido, morto em consequência de um infarto em meio à disputa judicial, que ainda tramita nos tribunais.

Nenhum comentário: