quarta-feira, 7 de abril de 2010

Tempestade provoca caos no sistema de transporte no Rio e em Niterói

TRANSPORTES


Publicada em 06/04/2010 às 20h35m
Paulo Marqueiro, Paulo Roberto Araújo, Leonardo Cazes e Gabriel Mascarenhas - O Globo 0 06/04/2010
  • R1
  • R2
  • R3
  • R4
  • R5
  • MÉDIA: 4,2
A Lagoa Rodrigo de Freitas completamente alagada perto do Parque da Catacumba na manhã desta terça-feira -  Foto de Gabriel de Paiva / O Globo
RIO - A chuva que atinge o Rio de Janeiro desde o fim da tarde desta segunda-feira deixou diversos pontos da cidade alagados e ainda atrapalhava o trânsito nesta terça. A Estrada Grajaú-Jacarepaguá, o Alto da Boa Vista e a Avenida das Américas, na altura da Grota Funda, foram interditados.
Foram obstruídas as duas pistas da Avenida Niemeyer; o Túnel Noel Rosa, sentido Vila Isabel; as avenidas Borges de Medeiros e Epitácio Pessoa, nos acessos ao Túnel Rebouças; e a alça de acesso do Cosme Velho ao Rebouças.
Os motoristas precisaram evitar a Rua Jardim Botânico, no trecho entre a Rua Pacheco Leão e a Praça Santos Dumont, na Gávea. A rua continuava completamente alagada.
Após mais de 17 horas de chuva, na  Lagoa, sentido Jardim Botânico, os carros e ônibus ainda esperavam baixar a água - Foto: Ana Branco/O Globo
Embora a CET-Rio tenha informado que a Rua Jardim Botânico foi liberada no fim da noite, muitos ônibus e carros de passeio eram obrigados a retornar ou seguir para Avenida Borges de Medeiros pela Rua General Garzon. Porém, também havia muitos pontos de alagamento na Lagoa Rodrigues de Freitas, principalmente nas proximidades do Clube Militar e da Sociedade Hípica Brasileira.
O trânsito também foi parcialmente interditado no fim da Rua Humaitá, embaixo da alça de acesso ao Túnel Rebouças. A saída do Túnel Rebouças para a Avenida Epitácio Pessoa continuava interditada, assim como a saída para a Avenida Borges de Medeiros, devido a bolsões d`água que impediam a passagem de veículos nestas vias. Para quem saía do Túnel Rebouças em direção à Copacabana, o retorno era feito pelo Humaitá, seguindo pelo Túnel Velho. O acesso ao Túnel Rebouças, pelo Cosme Velho, também foi interditado.
Além disso, os motoristas precisaram redobrar a atenção no Túnel Rebouças porque ele ficou com a iluminação prejudicada nos dois sentidos no começo das galerias. Segundo a CET-Rio, apenas algumas lâmpadas estavam apagadas, mas o túnel ficou às escuras. A RioLuz e a Light foram acionadas.
A queda de uma árvore na Rua Visconde de Albuquerque, sentido Leblon, causou a interdição da via. Um deslizamento de terra na Rua Timóteo da Costa provoca retenções. Agentes da Guarda Municipal e da Defesa Civil foram acionados. O trânsito no local ficouem meia pista.
A pista sentido Ipanema do Viaduto Saint Hilaire, que dá acesso à Avenida Epitácio Pessoa, na Lagoa, também foi interditado. Houve alagamentos e congestionamentos ainda em trechos da Rua São Clemente (Botafogo).
Pelo menos três grandes pedregulhos desabaram sobre a estrada que liga as praias de Grumari e Prainha, interditando a pista. Parte do asfalto afundou. A outra opção para quem sai de Guaratiba para o Recreio seria a Serra da Grota Funda, que também continua interditada por causa de queda de barreira.
Chuvas intensas alagam ruas da cidade, como a  Epitácio Pessoa, na Lagoa.  Foto Ivo Gonzalez /   O Globo.Na Zona Norte, há trânsito lento no sentido Tijuca da Avenida Maracanã, na altura da estátua do Belini. Um veículo utilitário capotou e apenas uma faixa da via está liberada. Equipes da Guarda Municipal e do Corpo de Bombeiros estão no local.
Outra área com problemas é a Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá. Segundo o prefeito Eduardo Paes, uma das principais ligações entre as zonas Oeste e Norte não terá o tráfego normalizado em menos de 15 dias, após o fim das chuvas.
- Entre as vias que permanecem obstruídas, o caso mais grave é o da Grajaú-Jacarepaguá. Nossa perspectiva é que a stituação não se resolve nem em 15, 30 dias. Mesmo depois que tudo volte à normalidade, vamos pegar a estrada fechada por um bom tempo, um problema para a cidade.
O acesso ao Túnel Noel Rosa pela Avenida Marechal Rondon, sentido Vila Isabel, permanece interditado devido a deslizamento de encosta.
A Rua Itapiru, no Rio Comprido, está interditada por causa de um deslizamento de terra, na altura do número 631. Uma retroescavadeira faz a remoção do entulho. Motoristas devem evitar a região.
A Secretaria Especial da Ordem Pública (Seop) já socorreu 87 veículos abandonados pelos motoristas, devido à forte chuva que assola a cidade. Os veículos foram deslocados do meio da rua para lugares mais altos, como calçadas e postos de gasolina das imediações.
Poucos ônibus circulando
Na Bartolomeu Mitre, sentido Jardim Botânico,carros e ônibus esperam a água baixar - Foto: Ana Branco/O GloboOs ônibus praticamente sumiram das ruas da cidade. Segundo a Viação São Silvestre, que opera linhas circulares na Zona Sul, apenas 30% da frota operaram na parte da manhã. Segundo a empresa, motoristas e cobradores não conseguiram chegar às garagens.
A Real, que tem a maior frota da cidade, também informou que está operando com um número reduzido de ônibus, já que muitos rodoviários não conseguiram chegar ao trabalho.
Já a empresa Santa Maria, que opera linhas em Jacarepaguá, informou que está com 80% dos ônibus em circulação. Segundo a transportadora, muitos ônibus chegaram ao ponto final e não conseguiram sair devido a problemas técnicos. Os coletivos da Estrela Azul também tiveram de retornar às garagens.
Colapso nos transportes de Niterói e São Gonçalo
A situação é de colapso total nos transportes em Niterói e São Gonçalo, onde moram mais de 1,5 milhão de pessoas. O fechamento temporário da Ponte e dos alagamentos em vários pontos das duas cidades, além de carros enguiçados, há enormes engarrafamentos.
No fim da manhã, a ponte Rio-Niterói foi reaberta ao tráfego nos dois sentidos. O trânsito está engarrafado em ambos os sentidos, pois há alagamentos nos acessos à ponte pela cidade de Niterói e também no Rio.
A operação das barcas está comprometida devido às fortes chuvas. As partidas para Niterói acontecem a cada 30 minutos, até as 21h.
A linha Charitas-Praça XV está inoperante. Para Paquetá, as partidas estão agendadas para as 17h45m e 19h.
Em Niterói, o trânsito entre o bairro de São Francisco e a região oceânica de Niterói continua interrompido por causa da queda de uma barreira na estrada da Cachoeira, no Largo da Batalha. Funcionários da Guarda Municipal orientam motoristas que querem chegar a região oceânica para que sigam pela rua Mario Viana, no bairro de Santa Rosa e depois entrem na rua Noronha Torresão, no Cubango, onde o trânsito flui em meia pista na altura do número 458, também por deslizamento de terra. De lá, o motorista deve seguir pela estrada da Ititioca até o Largo da Batalha. Ali, o único caminho é pegar a estrada nova de Itaipu onde o trânsito flui melhor, já que a estrada velha está fechada por conta de outro deslizamento de terra.
Metrô está funcionando regularmente
Segundo a concessionária Metrô-Rio, todas as estações estão abertas e funcionando normalmente. As linhas 1 e 2 do metrô estão operando normalmente na tarde desta terça-feira, com intervalos regulares de 5min e 40seg. No trecho entre Central e Botafogo, os intervalos são de 2min e 50seg.
Nesta segunda-feira, o metrô registrou movimento recorde, transportando mais de 632 mil passageiros (cerca de 80 mil a mais que a média). Segundo a concessionária, as estações do Centro e de São Cristóvão foram as mais procuradas. O horário de funcionamento das estações ontem foi estendido até meia-noite e meia.
Trens circulam com problemas
Os trens da SuperVia circulam com problemas, em esquema especial, segundo informou a concessionária que opera os trens urbanos do Rio. Nos ramais de Santa Cruz e Japeri, há circulação das estações terminais até a estação São Cristóvão.
Os trens paradores, de Deodoro, Bangu e Campo Grande, têm agora circulação normal, com intervalos de 15 minutos. o mesmo acontece no ramal de Japeri.
Já os ramais de Santa Cruz e de Belford Roxo, apesar da circulação normal, têm intervalos de 30 minutos. E o ramal de Saracuruna tem a circulação suspensa desde o fim da tarde de ontem.
O aeroporto Santos Dumont foi reaberto para pousos e decolagens, mas ainda há muitos voos atrasados. O aeroporto internacional Tom Jobim também está operando.

Nenhum comentário: