quarta-feira, 9 de junho de 2010

Clima europeu em pleno outono: 7 graus negativos


Em Itatiaia, crianças encontraram até bloco de gelo e, no Rio, cariocas viveram madrugada mais fria do ano. Nova frente fria está prevista para chegar no estado no próximo domingo

POR CRISTINE GERK - O Dia - 09/06/2010
Rio - A 12 dias do inverno, o Rio experimentou ontem clima europeu. Massa de ar seco de origem polar chegou ao estado no sábado e fez a população sentir na pele a madrugada mais gelada do ano. Foram sete graus negativos registrados em Itatiaia. Os cariocas agora têm uma desculpa a mais para passar a semana dos namorados agarradinhos debaixo das cobertas. Embora o frio prometa dar trégua ao longo da semana, ele volta a arrepiar os moradores da cidade no domingo, quando as temperaturas devem cair mais ainda.
 

Termômetros de pousadas e hotéis na parte alta do Pico das Agulhas Negras — com mais de 2.790 metros de altitude, em Itatiaia — registraram a marca negativa por volta das 6h30m de ontem. Donos de hotéis acreditam que, se a temperatura continuar caindo, vai nevar nos próximos dias na região. Os registros dos termômetros estão abaixo dos da capital gaúcha: Porto Alegre teve mínima ontem de 9,6 graus.

“Aqui deu um grau negativo à tarde. Está todo mundo de gorro e luva, não dá nem para ficar dentro da empresa sem aquecedor”, comenta Anderson Andrade, funcionário da Estação Furnas, em Itatiaia. A comerciante Carla Pereira conta que na parte alta do município, foram encontradas até placas de gelo: “A gente está acostumada com uma média de 6 graus, mas, lá no alto, nas pousadas a 950 metros de altura, fica frio demais”, compara.

Segundo o meteorologista Marcelo Pinheiro, do Climatempo, o fenômeno é comum nesta época do ano. Ao contrário do que pensamos, o céu claro ajuda a esfriar ainda mais, porque a massa de ar frio se instala sem encontrar barreiras de calor. “Hoje a temperatura sobe um pouco, mas nova massa de ar polar vai chegar neste domingo, baixando ainda mais os termômetros. A ressaca vai acalmar. Ontem, as ondas chegaram a 2 metros”, descreve Pinheiro.

Temperatura baixa exige mais cuidado com o corpo

A temperatura mais baixa exige cuidados especiais com o corpo. Vento e banhos quentes demorados prejudicam a pele, porque a gordura existente na camada superficial é removida. Para amenizar o problema, o ideal é caprichar no hidratante e maneirar no banho. O cabelo também é maltratado pela combinação água quente e secador, logo é indicado usar o vento morno ou frio para secá-lo.

A época também coincide com o aumento de alergias respiratórias, como rinite e asma. Para prevenir, é bom evitar componentes alergênicos, como a poeira.

Nenhum comentário: