quinta-feira, 10 de junho de 2010

Começam obras de duplicação e implantação da rede de drenagem na Avenida Ayrton Senna

FIM DOS BOLSÕES


Publicada em 10/06/2010 às 16h00m
Simone Candida - 10/06/2010 - O Globo

    Obras na Ayrton Senna. Foto de Márcia Foletto
    RIO - O prefeito Eduardo Paes deu início, nesta quinta-feira, às obras de duplicação e implantação da rede de drenagem e iluminação pública na Avenida Ayrton Senna, na Barra. A intervenção custará R$ 43,4 milhões e faz parte de uma série de contrapartidas da Lamsa, concessionária que opera a Linha Amarela.
    O objetivo da obra é dobrar a capacidade da via - por onde passam em média 148 mil veículos por dia - no trecho em frente à Vila do Pan no sentido Barra, além de acabar com os bolsões de água que se formam em dias de chuva.
    O projeto prevê a construção de uma nova pista no sentido Linha Amarela, com duas novas faixas, em trecho de 820 metros onde hoje ficam o canteiro central e parte do terreno de um posto de gasolina. Uma terceira faixa no sentido Barra da Tijuca também será implantada. E o asfalto das pistas já existentes vai passar por recapeamento.
    No subsolo de todo esse trecho renovado, será construída uma nova rede de drenagem para facilitar o escoamento da água numa extensão de 740 metros. De acordo com o o secretário municipal de Obras, Alexandre Pinto, a execução da obra será feita de tal forma que afaste completamente qualquer risco de afundamento.
    A obra na Avenida Ayrton Senna faz parte de um projeto maior de melhorias para as vias de acesso à Linha Amarela,com custo total de R$ 220 milhões. Fazem parte também do projeto a duplicação do viaduto sobre a Avenida Brasil, na altura de Manguinhos, e a construção de um viaduto na Abolição que será nova alça de saída para o Engenho de Dentro, e de outro viaduto em Bonsucesso, paralelo à Linha Amarela, para desafogar o trânsito e permitir nova passagem sobre a linha férrea.

    Nenhum comentário: