sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Rio investe em oito obras de transporte para a Copa e a Olimpíada


Trajeto do BRT TransCarioca (crédito: Divulgação)
Tamanho da letra
 
Vanessa Cristani - Rio de Janeiro
postado em 17/09/2010 10:41 h
atualizado em 17/09/2010 10:44 h - Portal 2014
Pelo menos oito projetos viários devem mudar ou melhorar a mobilidade no Rio de Janeiro, promete a Secretaria Municipal de Obras da cidade. Os três projetos mais importantes compõem os corredores de ônibus BRTs (Bus Rapid Transit): TransCarioca, TransOeste e TransOlímpica.

Em estado mais avançado, o TransOeste, que vai ligar a Barra da Tijuca a Santa Cruz, teve as obras iniciadas em julho. Nesta semana, a explosão para abertura do túnel da Grota Funda marcou o começo da etapa considerada mais importante da obra. Com orçamento de R$ 692,1 milhões, o TransOeste deverá ficar pronto em junho de 2012.

O corredor TransCarioca, que ligará a Barra da Tijuca à Penha, deve começar suas obras em janeiro de 2011. Tem previsão de custo de R$ 730 milhões e estimativa de conclusão em três anos. Segundo o prefeito Eduardo Paes, para esta obra a prefeitura recorrerá a empréstimo do BNDES (Bando Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

BRTs
Anunciado pela secretaria como “a maior obra viária em 30 anos”, o corredor TransOlímpica, com aproximadamente 26 km de extensão, ligará o bairro do Recreio a Deodoro e terá obras iniciadas ainda neste ano, com prazo de conclusão de 40 meses. O sistema terá cobrança de pedágio e conexão com as vias da TransCarioca e TransOeste.

Chamado de TransBrasil, o mais novo BRT da cidade, que passará por quase 30 bairros, entre Caju e Santa Cruz, incluirá a construção de terminais de integração com as linhas intermunicipais e pontos intermediários. Além disso, a av. Brasil terá 17 km reformados, com restauração da sinalização horizontal e recuperação dos canteiros centrais. Segundo o prefeito Eduardo Paes, a Brasil terá de ser alargada no trecho com a construção de duas pistas laterais.

O Rio ainda construirá uma pista elevada, para ligar a Perimetral à Linha Vermelha. Com previsão de conclusão em 20 meses, o elevado terá aproximadamente 12m de altura e 1 km de extensão. A conclusão da obra deve desafogar o fluxo de veículos na avenida Francisco Bicalho, no centro, uma das mais movimentadas da cidade.

Engenhão
Com o objetivo de oferecer mais um acesso para quem sai do estádio João Havelange, o Engenhão, a prefeitura aposta na construção do viaduto da rua Abolição, que ligará os dois lados da via, separados pela Linha Amarela. Segundo a Secretaria de Obras, a obra faz parte da contrapartida do contrato entre a prefeitura e a concessionária Lamsa, que vai investir R$ 28,1 milhões.

A previsão de início é maio de 2011 com término em 12 meses. A secretaria, porém, avisa que a obra será entregue gradativamente ao longo de 2011 e 2012. O investimento é de R$ 251 milhões.

Ainda em parceria com a Lamsa a prefeitura vai ampliar o viaduto de Manguinhos. Segundo a secretaria, a capacidade viária do viaduto aumentará em 33%. A obra também será entregue gradativamente, ao longo de dois anos.

A prefeitura também pretende urbanizar 16 km da Estrada dos Bandeirantes, obra que tem prazo de dois anos. A intervenção deverá melhorar a fluidez do trânsito entre Jacarepaguá e Recreio dos Bandeirantes, garantindo segurança e evitando acidentes aos que utilizam a via. serão investidos R$ 68,2 milhões.

http://www.copa2014.org.br/noticias/5294/RIO+INVESTE+EM+OITO+OBRAS+DE+TRANSPORTE+PARA+A+COPA+E+A+OLIMPIADA.html

Nenhum comentário: