quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Prefeitura de Niterói inaugura nesta quarta-feira prédio de fundação que exibirá o acervo de Oscar Niemeyer

15/12/2010 - O Globo - Paulo Roberto Araújo



RIO - O arquiteto Oscar Niemeyer vai ganhar um presente de Niterói, nesta quarta-feira, dia em que completa 103 anos. O prédio da Fundação Oscar Niemeyer, projetado por ele mesmo, será inaugurado pelo prefeito Jorge Roberto Silveira, no Caminho Niemeyer. Com 1.600 metros quadrados, a construção tem o formato de um caracol. Todo o acervo do arquiteto, como esculturas, projetos, maquetes e outros trabalhos realizados ao longo de mais de 70 anos, ficará exposto no local.

Antigo sonho de Niemeyer, o novo prédio integra o conjunto arquitetônico do Caminho Niemeyer, uma homenagem da cidade ao mais famoso arquiteto brasileiro. A construção fica sobre um espelho d'água, com 1.500 metros quadrados. A obra custou R$ 10 milhões, e os recursos foram liberados pelo Ministério do Turismo, com apoio da concessionária Barcas S.A.

O prédio da fundação é a sexta obra do arquiteto a ser inaugurada no Caminho Niemeyer. A primeira foi o Museu de Arte Contemporânea (MAC). Depois vieram a Praça JK e o terminal das barcas de Charitas. Na mesma região, estão sendo concluídas as reformas do Teatro Popular e do Memorial Roberto Silveira.

O sociólogo português Esaú Dinis se antecipou à inauguração e foi a Niterói nesta terça-feira fotografar o prédio:

- Sou de Açores. Meu avô migrou para o Brasil no século XIX, se fixou em Niterói e só voltou aos Açores em 1911. Sou um antigo admirador das obras de Niemeyer e sempre quis vê-las de perto - disse o turista.

Durante a inauguração, será distribuída a nova edição da revista "Nosso Caminho". A publicação trimestral sobre arte e cultura, que tem Oscar Niemeyer como diretor, foi criada nos moldes da "Módulo", idealizada em 1955 pelo arquiteto, extinta durante a ditadura e que voltou a circular entre 1975 e 1989.

Presidente do Grupo Executivo do Caminho Niemeyer, Selmo Treiger afirmou que o complexo levará à revitalização do Centro, atraindo turistas e aquecendo a economia do município. Ele acrescentou que o investimento do Ministério do Turismo é uma verba "carimbada", que tem que ser aplicada no turismo. Caso a prefeitura não faça tal investimento, os recursos terão que ser devolvidos - não poderão ser aplicados em outro tipo de obra.

Nenhum comentário: