segunda-feira, 16 de abril de 2012

Comunidades do Rio ganharão escadas rolantes para facilitar acesso a moradores

16/04/2012 - Agência Rio
 
Comunidades do Rio de Janeiro ganharão escadas rolantes públicas como forma de melhorar o acesso e o deslocamento dos moradores, afirmou nesta segunda-feira (16) o governador Sérgio Cabral, após conhecer as escadas rolantes na Comuna 13, em Medellín. Segundo o governador, já existem projetos executivos em andamento para que o equipamento seja implantado no Rio.

“Vamos levar para o Rio esta experiência das escadas rolantes combinadas com mobilidade urbana. A nossa intenção é associá-las com intervenções que facilitem o ir e vir da população. Neste momento, nos dedicamos a concluir os estudos executivos, o que ocorrerá nos próximos meses”, disse Cabral.

O governador ressaltou que as escadas rolantes representam uma solução de mobilidade urbana barata e que o Rio tem uma vantagem frente a Medellín, uma vez que não precisará importar a tecnologia para fabricar os equipamentos.

“O Brasil é fabricante de escadas rolantes, já a Colômbia teve que importar a tecnologia do Japão. Aqui (em Medellín), o projeto inteiro custou US$ 23 milhões, contando com as intervenções urbanas. As escadas rolantes custaram apenas US$ 8 milhões, incluída a infraestrutura necessária para a instalação. É isso que buscamos. Vamos integrar este projeto a um pacote de mobilidade urbana nas UPPs para melhorar ainda mais a qualidade de vida da população. Vamos implantar na Rocinha, nos complexos da Penha e da Tijuca, na Mangueira e em outras comunidades”, afirmou.
 
As escadas rolantes, que cobrem uma extensão de 384 metros, foram instaladas na região de Las Independencias, que fica na parte alta da comunidade e beneficia diretamente 12 mil pessoas. Com a instalação do equipamento, os moradores da parte alta reduziram de cerca de meia hora para cinco minutos o tempo do trajeto até suas casas na comunidade. A Comuna 13 tem cerca de 135 mil habitantes e, durante muito tempo, ficou conhecida pela violência provocada por gangues locais. Com um trabalho integrado das equipes de segurança e urbanismo, atualmente a comunidade tem bons índices de desenvolvimento.

Nenhum comentário: