domingo, 1 de julho de 2012

Um novo lar para mais de duas mil famílias

24/06/2012 - Extra, Wilson Mendes

Conjunto Bairro Carioca receberá moradores de área de risco e desabrigados

Imagine que todos os moradores dos bairros Paquetá, Ribeira e Saúde sejam transferidos para um único condomínio. Ele teria 2.240 apartamentos, divididos em 112 prédios, ocupando uma área de 122 mil metros quadrados, o equivalente a 20 campos de futebol. Esse é o conjunto habitacional Bairro Carioca, que está sendo construído em Triagem, na Zona Norte, e que começa a receber moradores no próximo dia 30. Serão nove mil pessoas, todos desabrigados ou moradores de áreas de risco.
Tão grande quanto o em¬preendimento é a missão que ele tem: ser modelo para uma nova política habitacional para o Rio. De acordo com os novos moldes propostos pelo projeto, a proximidade com os meios de transportes públicos de massa é fundamental. Além das dez linhas de ônibus das ruas próximas, o conjunto fica a poucos metros das estações de trem e metrô.
- Isto pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso(do empreendimento). Não adianta construir casas em localidades distantes para quem trabalha no Centro. Esse é um conjunto que pensa nisso, é o início de uma nova forma de olhar a habitação popular - garante Jorge Bittar, secretário municipal de Habitação.
A presença de equipamentos esportivos, culturais e educacionais é outra característica inovadora e será repe¬tida em novos projetos. Praças, escolas, ginásios, tudo estará disponível aos novos e aos antigos moradores de Triagem. O acesso da comunidade será facilitado quando as ruas do condomínio estiverem livres para a circulação, integrando a malha viária local.
- O condomínio aberto evitará que sejam criados guetos e a isolação das pessoas do restante do bairro - finalizou Bittar.
Conjuntos semelhantes serão construídos, ainda, no Centro, Zona Norte (Jacaré, Barros Filho e Costa Barros) e Zona Oeste (Jacarepaguá).
No Bairro Carioca, os moradores ainda receberão geladeira, fogão, sofá, cama de casal, beliche e colchões. De acordo com o cronograma, todas as unidades estarão ocupadas em novembro.

Nenhum comentário: