quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Cartões-postais do subúrbio

30/08/2012 - O Globo, Simone Candida

Inaugurada em 1913 para servir à Vila Operária, a estação ferroviária de Marechal Hermes ainda mantém as características de sua inauguração, com a beleza das linhas ecléticas e a imponência da composição de estruturas metálicas. Seis estações de trem antes de Marechal Hermes, outra beleza suburbana, a Capela Nossa Senhora da Piedade, uma construção de 1879 em linhas neogóticas, ainda guarda a aparência de igrejinha de cidade pequena e tem uma vista privilegiada do bairro de Piedade.
Apesar de consideradas preciosidades arquitetônicas do subúrbio, nem a estação de trem, nem a capelinha mereceram até hoje destaque em guias oficiais da cidade. Como noticiou a Coluna Gente Boa do GLOBO, para preencher essa lacuna, a prefeitura criou uma série de cartões-postais, parte da coleção "Olhos de ver", lançada dia 17 pelo Instituto Rio Patrimônio da Humanidade. São estações ferroviárias, igrejas, escolas, antigas fábricas, um conjunto residencial, uma estátua e um prédio de cinema que agora ganham destaque.
Segundo o arquiteto Washington Fajardo, presidente do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade, o material, que será distribuído gratuitamente em escolas municipais, bibliotecas e associações de moradores, pretende ajudar o carioca a deixar de lado o preconceito quando o assunto é arquitetura suburbana:
- É preciso ampliar o olhar sobre cidade, pois estamos muito acostumados a nos deixar guiar pelo viés academicista.
Os postais trazem fotos de lugares especiais além-túnel. Na Rua Vinte e Quatro de Maio, por exemplo, no Engenho Novo, fica a Escola Municipal Sarmiento, de 1929, com dois painéis de azulejos com mapas do Brasil e do Rio de Janeiro pintados à mão. Outro postal traz a Basílica Imaculado Coração de Maria, no Méier, igreja em estilo neomourisco, de 1917.

Nenhum comentário: