sábado, 8 de dezembro de 2012

Prefeitura dá inicio a novas alterações viárias na região portuária

08/12/2012 - O Globo

Mudanças que afetam acessos da Rodoviária Novo Rio tiveram início às 8h, quando trechos das ruas Cordeiro da Graça e Equador foram fechados

RIO - A Prefeitura do Rio implantou, na manhã deste sábado, as novas alterações viárias na Região Portuária para as obras do Porto Maravilha. A mudança teve início às 8h, quando foi feito o fechamento de trechos das ruas Cordeiro da Graça e Equador. No mesmo momento foi liberado ao trânsito um trecho de 800 metros da Via Binário do Porto, que dá acesso à Rodoviária Novo Rio.
Operadores da CET-Rio com apoio de painéis de mensagens variáveis orientam os motoristas e o trânsito de veículos flui bem na região, com tráfego em ambos os sentidos das avenidas Rodrigues Alves e Francisco Bicalho, assim como nas ruas do entorno da rodoviária. O trecho da Rua Cordeiro da Graça permanece interditado até fevereiro e o da Rua Equador até abril de 2013. Os motoristas devem lembrar que o retorno para a rodoviária logo após a entrada no sentido Cidade Nova permanece interditado por obras, e quem desejar retornar deve seguir até o fim da via.

VEJA TAMBÉM
Reforço no esquema de trânsito não reduz engarrafamentos na chegada ao Rio
Dia de trânsito confuso na Zona Portuária
Obras do Porto Maravilha interditarão Francisco Bicalho parcialmente a partir de dezembro
Acompanhe o trânsito no Rio

Quem vem da Avenida Brasil e segue pela Avenida Rodrigues Alves, sentido Praça Mauá, deve entrar à direita na Avenida Professor Pereira Reis, e em seguida na nova Via Binário do Porto, a primeira via à direita, que sai na Rodoviária. Já quem vem do Centro pela Rodrigues Alves, sentido Elevado do Gasômetro, deve virar à esquerda na Professor Pereira Reis, e depois na primeira à direita, a Via Binário do Porto.
Da Zona Sul, os motoristas devem continuar vindo do Túnel Santa Bárbara e seguindo pela Rua Santo Cristo como antes das interdições deste sábado, para virarem na primeira rua à direita, a Rua Cordeiro da Graça. De lá, o motorista deve virar na terceira via à esquerda, a nova Via Binário do Porto, até chegar na Rodoviária Novo Rio.
"Recomendamos aos motoristas que transitam no entorno da Rodoviária Novo Rio atenção às orientações dos operadores de trânsito e à sinalização. Vamos trabalhar permanentemente para minimizar os impactos na vida do carioca decorrentes destas interdições", alertou em nota o secretário de Transportes Carlos Roberto Osório.
Mais mudanças nas próximas semanas e em janeiro
As obras irão interditar novas áreas da região a partir do dia 15 de dezembro, quando um trecho da Rua Pedro Alves será interditado. Entretanto, a prefeitura reconhece que será em janeiro que o trânsito na região irá ficar ainda mais complicado: no dia 5, uma faixa lateral da Avenida Francisco Bicalho, no sentido Centro, será fechada ao tráfego. Em compensação, uma nova via, a D1, que liga a Francisco Bicalho à Rua Santo Cristo e Avenida Cidade Lima, será aberta.
— O trânsito vai ficar pesado, com tapumes, teremos com certeza um impacto no trânsito. Mas vamos tentar mitigar isso. Só vamos fechar vias quando outros caminhos alternativos forem entregues. Adiamos a terceira etapa das obras para janeiro porque no Ano Novo o movimento da rodoviária é muito grande — disse Osório nesta semana
A presidente da CET-Rio, Cláudia Secin, também afirmou na mesma ocasião que o desafio será janeiro:
— Negociamos que as obras de maior impacto acontecessem em janeiro porque as férias reduzem o fluxo de veículos em 25%. Mas não existe paraíso na Terra. Vai haver impacto e é claro que o trânsito ficará mais complicado.
Com as mudanças, táxis vão ficar estacionados na Via Binário do Porto e na Rua Equador, e serão chamados por rádio para pegar passageiros na rodoviária.
Região já passou por várias interdições
Os motoristas já precisaram se adequar a outras interdições na região devido às obras do Porto Maravilha. Em novembro de 2010, por exemplo, a Avenida Rodrigues Alves, entre a Avenida Barão de Tefé e a Rua Edgard Gordilho, passou a operar em mão única, assim como a Rua Sacadura Cabral, da Rua Souza e Silva à Avenida Barão de Tefé. Um ano depois, as mudanças incluíram principalmente o entorno da Avenida Rodrigues Alves e das ruas Sacadura Cabral, Edgard Gordilho e Antonio Lage.
Em janeiro deste ano, um trecho da Rua Primeiro de Março foi fechada. E, no último mês de junho, as mudanças incluíram interdição de forma alternada de meia pista do cruzamento da Rua Sousa e Silva com a Avenida Venezuela; trechos da Rua Sacadura Cabral e da Rua Camerino e a Avenida Marechal Floriano passaram a funcionar em sentido único; e a Avenida Rodrigues Alves, no trecho entre a Rua Edgard Gordilho e a Avenida Barão de Tefé, teve seu sentido invertido, passando a funcionar em mão única, da primeira para a segunda via. As alterações incluíram bloqueios totais, ocupações de faixas e trocas de sentido, que causaram também mudanças nos itinerários das linhas de ônibus intermunicipais.

Nenhum comentário: