terça-feira, 21 de maio de 2013

Porto: sete prédios residenciais são lançados

19/05/2013 - O Globo

Complexo, que inclui até torre de 35 andares, será usado nas Olimpíadas

FERNANDA PONTES

RIO Um conjunto de sete torres, sendo uma com 35 andares, será lançado nesta segunda-feira como primeiro empreendimento residencial do Porto Maravilha. O complexo, onde inicialmente ficará a Vila de Árbitros e Mídias nos Jogos de 2016, é a grande aposta da prefeitura para que a região ganhe um perfil diferente daquele do Centro. Dos 121 projetos analisados até agora pela Secretaria de Urbanismo, 61 são residenciais.

Nossa ideia é oferecer um mix de prédios comerciais, residenciais e de serviços diz Alberto Silva, presidente da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto (Cdurp).

O empreendimento ficará na Rua General Luis Mendes de Morais, bem em frente a Trump Towers, as cinco torres comerciais com 50 andares do empresário americano Donald Trump. Perto dali, também será erguido o Porto Atlântico, outro empreendimento com arranha-céus comerciais.

A pouca oferta de unidades habitacionais é vista com desconfiança por arquitetos e urbanistas, preocupados com o modelo de ocupação da área.

Nós sempre defendemos a ocupação habitacional do Porto, que garante o uso diferenciado do espaço público. Numa área residencial conseguimos reunir criança, idoso, adolescente e adulto, que têm interesses diferentes, o que não há numa área exclusivamente comercial diz o arquiteto Pedro da Luz, diretor do IAB-RJ.

O Porto Vida terá 1.333 apartamentos de dois e três quartos e vai ocupar uma área de 179 mil metros quadrados. No térreo, haverá espaço para lojas comerciais, que podem ser ocupadas por estabelecimentos como padarias, farmácias e salões de beleza.

Nenhum comentário: