sábado, 28 de setembro de 2013

Bairro Maravilha beneficia 836 mil pessoas na Zona Norte

25/09/2013 - O Dia, Christina Nascimento

Um pacote de obras vai mudar o visual de 22 bairros da Zona Norte do Rio. As melhorias na área de infraestrutura serão no valor de R$ 657,4 milhões e beneficiarão aproximadamente 836 mil moradores, através do Programa Bairro Maravilha. A reurbanização inclui obras em 975 ruas - o que totaliza 326 quilômetros de vias restauradas -, e mudança em toda a rede de drenagem. As calçadas serão adaptadas para pessoas com necessidades especiais e haverá plantação de mudas de árvores em vários pontos.

As obras, que prometem repaginar as áreas, serão iniciadas em Anchieta e Ricardo de Albuquerque. Segundo a Secretaria Municipal de Obras, as licitações para contratar a empresa responsável pelos serviços serão feitas na semana que vem. Estão na lista também Madureira, Bento Ribeiro, Marechal Hermes, Guadalupe (1 e 2), Rocha Miranda, Honório Gurgel, Colégio, Coelho Neto, Bonsucesso, Ramos, Olaria, Engenho de Dentro, Méier, Engenho Novo/Sampaio, Cachambi, Maria da Graça e Del Castilho. Localidades do Centro, como Cidade Nova, Benfica, Rio Comprido também serão revitalizadas.

A informação agradou a moradores de bairros que serão contemplados "Tudo aqui está largado, com aspecto de que foi esquecido no tempo. A sensação que eu tenho é que paramos no passado. Espero realmente que isso saia do papel, pode haver até valorização dos imóveis", afirmou a auxiliar adminstrativa, Joseane Santos, 36 anos, de Bento Ribeiro.

Para a o vendedor Nilson Moreira da Silva, 54, que mora há 12 anos em Madureira, não bastam as obras. "Espero que esse projeto traga uma melhoria até na qualidade de vida das pessoas que moram no bairro. Isso signfica que a revitalização pode ser tão maior que englobe inclusive a retirada de usuários de crack nas ruas. Não adianta apenas melhora o bairro na questão de infraestrutura".

A dona de casa Maria das Graças de Souza, 55, de Marechal Hermes, reclamou que no bairro a situação das ruas provoca acidentes. "Os idosos ficam à mercê dos buracos. Seria muito bom que consertassem", disse.

Toda rede de drenagem deve ser trocada até 2016

A previsão é de que, no máximo, até 2016, toda a rede de drenagem já existente nesses 22 bairros tenha sido trocada, o que vai melhorar o escoamento de águas da chuva, evitando inundações. Por onde as obras vão sendo feitas, há um trabalho paralelo de paisagismo.

"Estas obras resgatam a autoestima do subúrbio carioca. Já levamos melhorias a outros pontos da Zona Norte e agora vamos entrar nestes bairros", afirmou o secretário municipal de Obras, Alexandre Pinto. A secretária Claudia Santos, 26 anos, acredita que em Rocha Miranda o visual do bairro seja prioridade: "Precisamos de árvores, flores, de uma praça melhor para crianças. Vamos ver se isso sai do papel, porque a situação está bem caótica. Um local bem cuidado muda até o astral dos moradores".

Essa será a segunda etapa do projeto na Zona Norte. Na primeira, que começou em 2009, o foco foram 17 bairros -Pavuna, Costa Barros, Barros Filho, Cascadura, Quintino, Turiaçu, Parada de Lucas, Vila dos Ferroviários, Oswaldo Cruz, Engenho Novo, Jardim América, Anchieta, Parque Anchieta, Jacaré, Mariópolis, Parque Esperança e Rua Coronel Josué e entorno. Nesta etapa, estima-se que o programa tenha beneficiado 318.219 cariocas.

Moradores denunciam invasão de unidades vazias por traficantes

Enquanto isso, em outra área da Zona Norte, o Bairro Carioca, em Triagem, a situação é pouco animadora. Muitos moradores reclamam que apartamentos vazios do condomínio, que faz parte do Programa Minha Casa, Minha Vida, estão sendo invadidos por traficantes.

Segundo a Secretaria Municipal de Habitação, todas as unidades serão entregues até o fim do ano a seus donos.

De acordo com moradores, devido à demora na entrega dos imóveis, bandidos foram atraídos pela falta de segurança e facilidade em entrar nas unidades. Aparelhos de ar-condicionado do Centro Esportivo foram furtados e os banheiros estão quebrados.

Janelas dos lotes a serem entregues foram danificadas. "Há venda de drogas em alguns apartamentos vazios e até na quadra de esportes. A criançada joga bola enquanto o tráfico age nas proximidades, especialmente onde eram os banheiros", conta uma moradora. Moradores que já receberam apartamentos pedem solução para problemas que apareceram após a conclusão das obras, mas estão mais preocupados com a falta de segurança.

Plano para tratar areia de praias da Ilha

Ainda na Zona Norte, na Ilha do Governador, haverá obras no valor de R$ 18 milhões. Na Praia da Guanabara, na Freguesia,serão implantados novos decks e 20 modernos quiosques com banheiros.

As intervenções serão também para construir uma rede de drenagem no local em complemento à existente, eliminando línguas negras ao longo da faixa de areia. O investimento é de R$ 9 milhões, tendo prazo previsto de execução, segundo a Rio Águas, seis meses. Já na Praia da Bica, a areia vai passar por um tratamento para melhorar sua qualidade. Também está sendo construída uma galeria no entorno da orla, a fim de eliminar deságues de águas das chuvas. O prazo de conclusão é julho de 2014.

Dentro do mesmo programa, já foram feitos 700 metros de novas galerias pluviais para eliminar pontos de alagamentos na Ilha do Governador, um das principais reclamações de infraestrutura dos moradores da região.

Nenhum comentário: