quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Obras de ampliação do Elevado do Joá só devem ser concluídas em março de 2016

Deque na Barra da Tijuca será reduzido para a construção de duas pistas em direção ao Jardim Oceânico

POR LUIZ ERNESTO MAGALHÃES

14/08/2014 - O Globo


Ilustração mostra como deve ficar o Elevado do Joá no fim das obras - Divulgação

RIO — As obras de ampliação do Joá que estão em andamento vão mudar a paisagem da entrada da Barra, às margens da Lagoa da Tijuca. O deque localizado no lado ímpar da Avenida Ministro Ivan Lins será bastante reduzido, para permitir a construção de duas novas pistas em direção ao Jardim Oceânico e alterações no traçado do retorno sob a ponte da Joatinga. A previsão é que as intervenções terminem até 15 de março de 2016, como parte do pacote de obras de mobilidade para as Olimpíadas.

VEJA TAMBÉM
Interdição do Elevado do Joá para obras, que começaria nesta segunda-feira, é adiada pela prefeitura
Joá terá interdições durante a madrugada no sentido Barra
Ampliação do Elevado do Joá exigirá interdição do tráfego e vistoria de casas da região

— Aquela área estava sendo subutilizada pela população. A obra manterá uma passagem para pedestres, mas bem menor. Foi a melhor solução técnica que encontramos. Nós descartamos uma ampliação da pista no sentido São Conrado, porque isso exigiria uma série de desapropriações. Com essa opção, apenas três imóveis na Joatinga serão desapropriados e demolidos para a construção das pistas do novo viaduto, paralelo ao Elevado das Bandeiras — explicou o presidente da Geo-Rio, Márcio Machado.

Apesar de as novas pistas serem construídas paralelamente às que existem hoje, a concepção estrutural apresenta diferenças. Os pilares de sustentação são menos largos, porque terão de suportar peso menor do que o Elevado do Joá atual, que conta com pistas em dois níveis.

'Foi a melhor solução técnica que encontramos. Nós descartamos uma ampliação da pista no sentido São Conrado, porque exigiria desapropriações.'
- MÁRCIO MACHADO
Presidente da Geo-Rio
Márcio Machado acrescentou que, em São Conrado, as obras também não vão se limitar à ampliação da estrutura:

— Vamos aproveitar as obras para reorganizar as agulhas de retorno existentes na Lagoa-Barra. Com a redução do tamanho dos canteiros, será possível implantar faixas de aceleração e desaceleração separadas do trânsito principal, reduzindo o risco de congestionamentos — explicou Machado.

Ainda em São Conrado, algumas intervenções também farão com que operários retornem a áreas que só foram visitadas na época da construção da via, na década de 70. Antes da embocadura do novo túnel, será necessário fazer serviços de contenção de encostas. O custo das obras é de R$ 457,9 milhões, incluindo a abertura de dois túneis.

O Elevado do Joá já passou por obras de recuperação estrutural de cargas dos apoios da via. O serviço incluiu a instalação de novas vigas metálicas de sustentação do peso, antes suportado por dentes de Gerber que estavam deteriorados, segundo estudos da Coppe. A obra concluída em abril exigiu um investimento de cerca de R$ 66,5 milhões.

Read more: http://oglobo.globo.com/rio/obras-de-ampliacao-do-elevado-do-joa-so-devem-ser-concluidas-em-marco-de-2016-13596977#ixzz3AMnWE4BL

Nenhum comentário: