quarta-feira, 4 de março de 2015

BRT Transbrasil: interdições no trânsito na Avenida Brasil serão ampliadas a partir de sábado

Intervenções vão ocupar área de 1.300 metros, entre Caju e Manguinhos. Via já tem 350 metros fehcados

03/03/2015 - O Globo

Obras do BRT na Avenida Brasil - Gustavo Stephan / Agência O Globo


RIO - O trecho em obras na Avenida Brasil, destinado à construção das faixas de circulação e estações do sistema BRT Transbrasil, entre Caju e Manguinhos, será ampliado e os motoristas devem ficar atentos às mudanças. De acordo com a prefeitura, além dos 350 metros onde já ocorrem intervenções viárias desde janeiro, uma nova área de cerca de 1.300 metros será ocupada, entre a obra inicial e a Passarela 4. As alterações começam a valer a partir das 8h do próximo sábado. A ação envolve as secretarias municipais de Transportes e Obras e a CET-Rio.

INFOGRÁFICO: A INTERDIÇÃO NA AVENIDA BRASIL

Seguindo o padrão anterior, serão ocupadas duas faixas de circulação na pista central sentido Zona Oeste e meia faixa no sentido Centro. A CET-Rio informou que a operação para o esquema especial de trânsito contará com 45 painéis com mensagens variáveis, 52 câmeras de monitoramento, 12 reboques (para desobstrução das vias em caso de enguiço ou acidente) e 60 operadores de tráfego, por turno.

FAIXAS EXCLUSIVAS PARA ÔNIBUS CONTINUAM

Segundo a CET-Rio, o transporte público continuará a ser priorizado. Dessa forma, os espaços exclusivos aos ônibus permanecerão em funcionamento na via expressa, ainda contornando a área ocupada pelo canteiro da obra, mas a ocupação de parte das pistas fará com que as faixas exclusivas funcionem de dois modos distintos, sempre priorizando o sentido de tráfego com maior volume.

Nos dias úteis, das 15 às 21h, a prioridade é para o sentido Zona Oeste, que, no momento, será o mais impactado pelas obras. A faixa exclusiva para ônibus será desviada por uma faixa reversível que será implantada no trecho da obra.

Já nos demais dias e horários, as faixas exclusivas funcionarão nas pistas centrais, ocupando, entre as faixas disponíveis, as que estiverem à esquerda, no sentido do fluxo, sempre contornando a área ocupada pela obra.

IMPACTOS PREVISTOS NO TRÂNSITO

A CET-Rio, afirmou que, devido às mudanças, a capacidade de escoamento do tráfego estará reduzida em alguns pontos da Avenida Brasil, e a sobrecarga pode acontecer também em rotas alternativas de circulação. É previsto que o sentido Centro da via expressa seja afetado, principalmente no horário de rush matutino. Também deverá sofrer mudanças no tráfego o sentido Zona Oeste da Avenida Brasil, devido à redução de capacidade da via e da proximidade da área de interferência pode ocorrer impacto no sentido Rio da Ponte Rio-Niterói, na região da rodoviária, na Via Binário, na Avenida Francisco Bicalho, com possíveis reflexos em determinados horários na Avenida Presidente Vargas e nos túneis Rebouças e Santa Bárbara. Além disso, está prevista também uma migração de parte do fluxo para a Linha Vermelha, mas, como a via já apresenta sobrecarga em boa parte do dia, as retenções podem se ampliar.

ROTAS ALTERNATIVAS PARA OS MOTORISTAS

Quem quiser fugir do trânsito poderá seguir pela Linha Vermelha e também estudar novas rotas. Por exemplo, a partir da Penha: Avenida Lobo Júnior, Avenida Brás de Pina, Rua Ibiapina, Rua Uranos, Avenida Democráticos, Avenida Dom Heldér Câmara e Viaduto de Benfica. A sugestão a partir de Bonsucesso: Avenida Teixeira de Castro, Rua Cardoso de Morais e Rua Leopoldo Bulhões.

PUBLICIDADE
 
As rotas próximas às saídas da Linha Amarela também poderão ser utilizadas como alternativas pelos usuários daquela via, especialmente: Avenida Dom Hélder Câmara; corredor da Avenida Marechal Rondon e Rua Vinte e Quatro de Maio; e Avenida Pastor Martin Luther King Junior e Avenida Dom Hélder Câmara. No sentido contrário, as mesmas rotas alternativas poderão ser usadas pelos motoristas.

As principais medidas para diminuir os impactos no trânsito, segundo a CET-Rio, foram a preservação das faixas seletivas para ônibus na Avenida Brasil; o reforço dos recursos operacionais, como a utilização de painéis; o monitoramento, a operação e a priorização do fluxo de tráfego nas rotas alternativas; a realização de ajustes viários para aumento da capacidade dos trechos não ocupados pela execução direta da obra, como a retirada dos canteiros divisores entre a pista central e lateral; a implantação de desvios utilizando faixa reversível nos dias úteis das 15h às 21h a fim de priorizar o sentido mais carregado, a Zona Oeste, no trecho de execução da obra; e o reforço da Guarda Municipal na fiscalização das faixas exclusivas na Avenida Brasil com apoio do Detro e da Polícia Militar.

A CET-Rio recomendou o uso do transporte público de alta capacidade, trem, barcas - tanto de Niterói quanto da Ilha - e metrô como a melhor opção para os deslocamentos da população. Além disso, a empresa recomenda que os motoristas que se dirigirem à Ponte Rio-Niterói pela Avenida Brasil evitem o horário das 15 às 21h, especialmente às sextas-feiras à tarde, quando o fluxo de veículos é bastante significativo. No horário, uma das faixas estará operando como reversível exclusiva para ônibus, então haverá uma redução de capacidade de escoamento de tráfego.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/rio/brt-transbrasil-interdicoes-no-transito-na-avenida-brasil-serao-ampliadas-partir-de-sabado-15490974#ixzz3TPveVMvd 
© 1996 - 2015. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 

Nenhum comentário: