quinta-feira, 9 de abril de 2015

Justiça determina reintegração de posse do prédio do Flamengo, arrendado por Eike Batista

Edifício, na Avenida Rui Barbosa, foi invadido por cerca de 100 pessoas na madrugada de terça-feira

POR GISELLE OUCHANA

09/04/2015 - o Globo

RIO - O juiz Leonardo Alves Barroso, da 36ª Vara Cível, concedeu, na tarde desta quinta-feira, liminar de reintegração de posse do Edifício Hilton Santos, localizado na Avenida Rui Barbosa 170, atendendo a uma solicitação do Clube de Regatas do Flamengo. O prédio foi invadido por cerca de 100 pessoas na madrugada da última terça-feira. No local funcionava a antiga sede do instituição.

De acordo com a direção jurídica do clube, o Flamengo se antecipou e ajuizou a ação para resguardar seu patrimônio, diante da inércia do Grupo EBX, que arrendou o edifício em 2013.

— O que o Flamengo fez foi se antecipar, porque a propriedade é o nosso maior patrimônio material. Não podíamos aguardar a tomada de decisão do locatário — explicou o diretor jurídico do clube, Bernardo Accioly.

De acordo com decisão judicial, além da Polícia Militar, a reintegração de posse será realizada com o apoio de agentes das secretarias municipais de Direitos Humanos e Assistência Social. Médicos e ambulâncias também estarão a disposição dos invasores, para evitar. Toda mobilização foi exigida para evitar qualquer tipo de confusão entre os envolvidos.

"Oficie-se, com urgência, a Prefeitura do Rio de Janeiro comunicando o deferimento da liminar de reintegração, para viabilizar, por conseguinte, eventual auxílio de médicos e assistentes sociais para a realização do ato. Expeçam-se mandados, devendo o Sr. Oficial de Justiça, caso necessário, solicitar apoio policial, bem como acompanhamento da Prefeitura do Rio de Janeiro", escreveu o magistrado.

Segundo Bernardo Accioly, o Clube de Regatas do Flamengo quer que tudo seja feito com o máximo de cuidado, evitando confusão e confrontos na frente do edifício.

— Não queremos confusão por uma questão humana e até de imagem. Esse prédio é um marco do Flamengo. É importante que tudo seja feito com cuidado — disse o diretor jurídico do Flamengo.

A maioria dos invasores faz parte do mesmo grupo que ocupou o terreno da Cedae, na Via Binário, na semana passada. Na ocasião, eles foram retirados por policiais militares e guardas municipais. Cerca de 60 pessoas desse grupo também ocuparam a escadaria da Câmara dos Vereadores, na Cinelândia, mês passado. Em 2014, centenas de famílias invadiram o galpão onde funcionou a fábrica de plástico Tuffy Habib, no Complexo do Alemão. Em abril do mesmo anp, o grupo também participou da invasão ao terreno da Oi, no Engenho Novo.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/rio/justica-determina-reintegracao-de-posse-do-predio-do-flamengo-arrendado-por-eike-batista-15825517#ixzz3WqS0rBPn 
© 1996 - 2015. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 

Nenhum comentário: